Unión-ARG 3 x 0 Atlético-MG - Galo joga mal e fica em situação difícil na Sul-Americana

Time alvinegro fez partida para se esquecer e está virtualmente eliminado do torneio continental

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 07 - Semifinalista da Copa Sul-Americana em 2019, o Atlético Mineiro está sob grande risco de cair na competição logo na primeira fase nesta temporada. Logo em sua estreia, o time ficou em situação complicada ao perder para o argentino Unión por 3 a 0, nesta quinta-feira, em Santa Fé, graças a uma atuação desastrosa, especialmente do seu sistema defensivo. E ainda desperdiçou um pênalti com Allan nos acréscimos do segundo tempo.

Espaço incorporado por HTML (embed)

A dura derrota força o Atlético-MG a conseguir um placar dilatado no duelo de volta, com uma vitória por ao menos quatro gols de diferença, para avançar de fase - se devolver os 3 a 0, o a definição do duelo se dará nos pênaltis. A partida está marcada para 20 de fevereiro, no Independência.

Sob o comando do venezuelano Rafael Dudamel, o Atlético tratou neste início de ano a Sul-Americana como prioridade, tanto que poupou todos os titulares no fim de semana, no empate por 1 a 1 com o Tombense, pelo Campeonato Mineiro, sendo Michael e Marquinhos, que nesta quinta ganhou uma chance na vaga que vinha sendo de Edinho, as exceções.

TUDO ERRADO?
Mas nada funcionou bem no Atlético. A defesa, especialmente a dupla de zaga composta por Réver e Gabriel, falhou em todos os gols do Unión, um modesto clube, que ocupa o 17º lugar no Campeonato Argentino, sendo o rival em Santa Fé do Colón, exatamente o clube que eliminou a equipe mineira nas semifinais da Sul-Americana de 2016.

Além disso, o lateral-direito Mailton sofreu com a velocidade do time argentino, que foi liderado por uma grande atuação do atacante Walter Bou, com passagem apagada pelo Vitória, mas que teve participação direta nos dois primeiros gols da partida.

Atlético é goleado na Argentina
Atlético é goleado na Argentina

O sistema tático com três volantes, uma das marcas do início do trabalho de Dudamel no clube, não funcionou, com até um deles - Allan -, desperdiçando um pênalti e sendo expulso no fim do segundo tempo. E o ataque foi nulo, refletido na falta de gols da equipe.

DECEPÇÃO
Apoiado por uma incrível festa da sua torcida na entrada em campo, o Unión aproveitou o clima favorável para logo ficar em vantagem na partida, aproveitando falha da defesa atleticana. Na sua primeira ação ofensiva perigosa, aos três minutos, Corvlan jogou a bola na área do Atlético em cobrança de falta, Walter Bou recebeu de costas para o gol, girou com muita facilidade sobre Gabriel e bateu no canto direito para fazer 1 a 0.

Foi apenas o início de uma péssima atuação do Atlético, que demorou muito a reagir, não exibia criatividade no campo de ataque e só foi responder aos 25 minutos. No lance, Di Santo foi lançado na cara do gol e chutou em cima de Moyano, que espalmou para escanteio. Mas o Union era bem mais perigoso quando avançava. E só não marcou pela segunda vez aos 31, quando Corvalan cruzou da esquerda e Elias cabeceou na direção do ângulo direito porque Michael fez uma difícil defesa.

No fim do primeiro tempo, o Atlético pareceu evoluir, tocando bem a bola no campo de ataque. Chegou a ter uma chance de gol com Jair, que parou em difícil defesa de Moyano. Para piorar, o Unión aproveitou erro do time mineiro para ampliar. Aos 43, em contra-ataque, Bou fez lançamento nas costas de Fábio Santos, Gabriel não conseguiu chegar a tempo e Cabrera chutou de primeira para fazer 2 a 0.

Argentinos fizeram muita festa nos gols em cima do Galo
Argentinos fizeram muita festa nos gols em cima do Galo

VIROU GOLEADA
O cenário da partida não se alterou na etapa final. E o início do primeiro tempo se repetiu, com mais um gol do time argentino nos minutos iniciais. Aos seis, Carabajal entrou na área, driblou fácil Réver e bateu cruzado, no canto direito da meta de Michael.

A larga vantagem levou o Unión recuar. E, sem alternativas, o Atlético buscou atacar, com Dudamel fazendo mudanças na equipe, com as entradas de Edinho e Dylan Borrero, além de ter promovido a estreia de Guilherme Arana. Mesmo sem muita qualidade e abusando dos lançamentos e jogadas aéres, a equipe teve algumas chances, como aos 22, em finalização para fora de Mailton. E aos 28, em tentativa de Marquinhos, que também não acertou o gol.

Só que o Unión conseguiu administrar a partida, correndo poucos riscos. Arana até entrou bem, deu alguma força ofensiva ao time mineiro e sofreu pênalti. Seria a chance de voltar para Belo Horizonte com uma tarefa menos difícil. Mas aí Allan bateu muito mal e parou em Moyano. No fim, o volante ainda foi expulso, selando uma noite para o torcedor atleticano esquecer.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
1ª rodada
Data
06/02/2020
Horário
21h30
Local
15 de Abril - Santa Fé (ARG) ()
Árbitro
Jesús Valenzuela (VEN)

Assistentes
Carlos López (VEN) e Jorge Urrego (VEN)

Cartões Amarelos
Unión-ARG: Blasi, Mendez

Cartões Vermelhos
Atlético-BRA: Allan
Gols
Unión-ARG: Cabrera 43' 1T, Walter Bou 3' 1T, Carabajal 6' 2T
Unión-ARG
Moyano;
Blasi, Calderón, Bottinelli e Corvalán;
Elías, Méndez, Cabrera (Bonifacio) e Carabajal (Federico Milo);
Troyansky e Walter Bou (Mazzola)
Técnico: Leonardo Madelón
Atlético-BRA
Michael;
Mailton, Réver, Gabriel e Fábio Santos (Guilherme Arana);
Zé Welison, Jair (Edinho) e Allan;
Marquinhos, Hyoran (Dylan Borrero) e Di Santo
Técnico: Rafael Dudamel