Atlético-PR 2 x 0 Fluminense - Furacão domina o Flu e abre vantagem por vaga na final

O time carioca precisa vencer por mais de dois gols de diferença na partida de volta para se classificar no tempo normal

por Agência Estado

Curitiba, PR, 08 (AFI) - O Atlético-PR conseguiu nesta quarta-feira uma importante vitória na partida de ida das semifinais da Copa Sul-Americana. Em sua casa, na Arena da Baixada, em Curitiba, derrotou o Fluminense por 2 a 0 e, assim, leva uma boa vantagem para o confronto da volta no próximo dia 28, às 21h45, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Daqui três semanas, o Atlético-PR pode perder por um gol de diferença, ou por dois se conseguir balançar as redes, para avançar à final.


SÓ VITÓRIA AO FLUZÃO

O Fluminense terá de vencer por três ou mais gols de vantagem para seguir na competição. Um novo 2 a 0, desta vez para os cariocas, levará a decisão da vaga para a disputa por pênaltis.

Quem se classificar terá pela frente na final um rival da Colômbia. Nesta quinta-feira, às 22h45 (de Brasília), no estádio El Campín, em Bogotá, o Independiente Santa Fe receberá o Junior Barranquilla. A volta acontecerá no próximo dia 29, em Barranquilla. As duas partidas da final da Copa Sul-Americana serão jogadas nos dias 5 e 12 de dezembro.

No gramado sintético da Arena da Baixada, o jogo foi disputado em alta velocidade do começo ao fim. Só nos primeiros 15 minutos forma três chances reais de gol. O Atlético-PR teve duas com Pablo e Marcelo Cirino e o Fluminense desperdiçou com Sornoza, que foi parado pelo goleiro Santos.

PRESSÃO E GOL

Na base da vontade, o Atlético-PR conseguiu abrir o placar aos 18 minutos. Marcelo Cirino escapou pela direita, cruzou na área e o goleiro Júlio César cortou de soco. No rebote, a bola sobrou para Renan Lodi, que chutou em cima de Ibañez. Só que ela ficou novamente para Lodi, que com a perna direita mandou um chute de primeira no canto direito da meta tricolor.

A vantagem no placar não esfriou o ânimo dos paranaenses, que seguirem imprimindo um ritmo forte no setor ofensivo e tiveram mais quatro boas chances de marcar o segundo. Acuado, o Fluminense se defendeu o quanto pôde e só conseguiu assustar o gol do Atlético-PR em um erro da zaga rubro-negra - aos 40 minutos, Jonathan saiu jogando errado e a bola sobrou para Everaldo, que invadiu a área, bateu rasteiro e Santos espalmou.

RITMO MENOR
Depois do intervalo, o ritmo do jogo caiu um pouco e isso beneficiou o Fluminense, que conseguiu tocar mais a bola e arriscou mais no ataque. Teve oportunidades com Sornoza e Ibañez, mas não marcou e viu o Atlético-PR crescer a partir dos 25 minutos, quando o atacante Rony entrou.

Em pouco tempo, o jogador mandou uma bola na trave, aos 28 minutos, e fez o segundo gol, aos 32. Bruno Guimarães acionou Renan Lodi na intermediária, que levantou a cabeça e cruzou na medida para Rony na segunda trave. O camisa 9 cabeceou para o chão no canto direito, sem chances para Júlio César.

Com o 2 a 0 no placar, o Atlético-PR se precaveu um pouco mais e passou a administrar o bom resultado. O Fluminense não teve forças para conseguir diminuir o prejuízo em Curitiba.

Ficha Técnica

Fase
Semifinal
Rodada
1ª rodada
Data
07/11/2018
Horário
21h45
Local
Arena da Baixada - Curitiba (PR)
Árbitro
Roddy Zambrano Olmedo-EQU

Renda
R$ 928.880,00
Assistentes
Christian Lescano-EQU e Bryon Romero-EQU

Público
28.403 pagantes
Cartões Amarelos
Atlético-BRA: Lucho González, Marcelo Cirino, Renan Lodi
Fluminense-BRA: Ayrton Lucas, Everaldo

Gols
Atlético-BRA: Renan Lodi 18' 1T, Rony 32' 2T
Atlético-BRA
Santos;
Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi;
Lucho González (Wellington), Bruno Guimarães, Nikão e Raphael Veiga;
Pablo (Bergson) e Marcelo Cirino (Rony).
Técnico: Tiago Nunes
Fluminense-BRA
Júlio César;
Ibañez, Gum e Digão;
Jadson, Richard, Airton (Léo), Sornoza (Júnior Dutra) e Ayrton Lucas;
Everaldo (Marcos Júnior) e Luciano.
Técnico: Marcelo Oliveira
 
 
" />