Vitória 2 x 0 Palmeiras - Toninho Cecílio estreia e segue sem perder para o Verdão

Vitória 2 x 0 Palmeiras - Toninho Cecílio estreia e segue sem perder para o Verdão

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 11 (AFI) – Toninho Cecilio segue invicto quando enfrenta seu ex-clube. Pelo Brasileirão, comandando o Grêmio Prudente, o treinador empatou sem gols com o Palmeiras e na noite desta quarta-feira, o Vitória derrotou o Verdão, por 2 a 0, , no estádio do Barradão, em Salvador, pelo jogo de ida da Primeira Fase da Copa Sulamericana e agora pode perder por um gol de diferença que ainda segue na competição.

Os dois times voltam a se encontrar na próxima quinta-feira, dia 19, às 21h50, no estádio Palestra Itália, em São Paulo. Para avançar, o Palmeiras precisa vencer por três gols de diferença.Enquanto o Vitória joga por um empate para enfrentar ou Cerro Porteño, do Paraguai ou o vencedor do confronto entre Colo Colo-CHI e Universitário de Sucre-BOL

O jogo
Como uma verdadeira competição sul-americana, o jogo começou muito disputado, com os dois times priorizando a marcação. Nos primeiros quinze minutos, cada palmo de gramado era disputado de qualquer forma pelos jogadores, às vezes até com certa violência, tanto é que Ramon, principal jogador do Vitória teve que sair com um corte na cabeça.

A primeira chance clara de gol veio aos 23 minutos, com o Vitória. Em cobrança de falta na intermediaria, Ramon colocou a bola com precisão no canto, mas o goleiro Deola saltou e conseguiu desviar o chute para linha de fundo.

A resposta palmeirense foi imediata e dois minutos depois assustou o goleiro Lee do Vitória. Rivaldo, o estreante da noite, levantou para área, Danilo tocou de cabeça e o goleiro do Leão conseguiu dar um toque para linha de fundo.

Depois destes dois lances, a partida voltou a ficar ruim, com muitos erros de passes dois lados. O gramado ruim do Barradão e a baixa qualidade técnica das equipes contribuíam para o baixíssimo nível técnico do jogo.

No final do primeiro tempo, o Vitória teve mais uma chance em jogada de bola parada de abrir o placar. Novamente, Ramon, que tentou surpreender o goleiro do Palmeiras ao cobrar falta no canto do oposto ao da barreira, mas atento, Deola conseguiu espalmar para linha de fundo.

Água mole...
Logo no primeiro minuto, o Vitória conseguiu abrir o marcador. Mais uma vez em cobrança de falta Ramon conseguiu bater Deola. Da meia-lua, o capitão do Leão colocou a bola no ângulo, sem chances nenhuma para o camisa um palmeirense.

Atrás no marcador, o Palmeiras foi para cima do Vitória tentando o empate, mas jogando sem um armador de origem encontrou muitas dificuldades para chegar ao campo de ataque do adversário, com qualidade e quando conseguia se aproximar da área do Leão errava ou na hora da finalização ou no último passe.

Com uma mentalidade ofensiva, o Palmeiras proporcionou ao Vitória os contra-ataques. Aos 21 minutos, Ramon conduziu a bola e deu bom passe para Schwenck. O atacante invadiu a área e chutou forte, obrigando Deola a fazer mais uma grande defesa.

Com o resultado na Mao, o Vitória conseguiu ampliar o marcador aos 42 minutos. Egidio cobrou escanteio pelo lado direito e Neto Coruja conseguiu se antecipar à Max e desviar, de cabeça, a bola no ângulo de Deola.

Ficha técnica

Vitória 2 x 0 Palmeiras

Local: Estádio do Barradão, em Salvador-BA
Árbitro: Leandro Vuaden (BRA)
Auxiliares: Altemir Hausmann e Carlos Berkenbrock (BRA)
Cartões amarelos: Renato, Schwenck (Vitória); Vitor, Edinho, Mauricio Ramos (Palmeiras)
Gols: Ramon, aos 1’/2T e Neto Coruja, aos 42’/2T(Vitória)

Vitória
Lee; Eduardo, Wallace, Anderson Martins e Egidio; Vanderson, Ricardo Conceição, Renato (Neto Coruja) e Ramon (Bida); Elkeson e Schwenck (Junior).
Técnico: Toninho Cecílio

Palmeiras
Deola; Vítor, Danilo, Mauricio Ramos e Pablo Armero (Luan); Pierre, Edinho, Marcio Araújo (Tinga) e Rivaldo; Éwerthon e Tadeu (Max).
Técnico: Felipão