Time do Brasileirão pode sofrer penhora por dívida com ex-Vasco e Corinthians

O clube pernambucano teria até o fim de abril para pagar pouco mais de R$ 2,1 milhões, mas não fez.

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 01 (AFI) - A lista de batalhas judiciais do Sport só aumenta. Agora é a vez do meia Marlone, ex-Vasco e Corinthians, que indicou a penhora de veículos do clubes para sanar dívida de quase R$ 2 milhões.

O clube pernambucano teria até o fim de abril para pagar pouco mais de R$ 2,1 milhões, mas não fez. O valor é referente a cinco meses de salários, direitos de imagem, férias, 13º, multas, além dos custos do processo.

Foto: Williams Aguiar/Sport
Foto: Williams Aguiar/Sport
Com o atraso, a Justiça determinou que Marlone indicasse bens passíveis de penhora e o jogador citou dois ônibus, um carro e uma moto.

Entretanto, os automóveis constam como penhorados em outros processos e a juíza Wiviane Maria Oliveira de Souza pediu um relatório completo.

Pediu também um ofício à CBF, 'para que informe quais atletas estão registrados com direitos econômicos ao clube, bem como o percentual'.

A última passagem de Marlone, em 2018, não foi tão boa quanto a de 2015. Em 45 jogos, marcou sete gols, sofrendo o rebaixamento à Série B. Além desta dívida, o Sport ainda tem outros casos para resolver, como o do chileno Mark González, do atacante André, e do goleiro Magrão.