Série B: Sumido e sem receber há 12 meses, ídolo aciona Sport na Justiça

O clube diz que só vai se pronunciar quando for notificado, mas garante não ter pendências com Magrão

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 25 (AFI) - Magrão tem uma justificativa plausível para não ter aparecido no Sport desde a última sexta-feira, quando aconteceu a reapresentação do elenco após alguns dias de folga para a Copa América.

O maior jogador da história do clube rubronegro está sem receber há 12 meses e acionou o Sport na Justiça do Trabalho de Recife. No processo, que está na 10ª Vara do Trabalho, Magrão pede a rescisão do seu contrato, que vai até dezembro.

O goleiro Magrão está com salários atrasados e quer a rescisão junto ao Sport (Foto: Anderson Stevens/Sport)
O goleiro Magrão está com salários atrasados e quer a rescisão junto ao Sport (Foto: Anderson Stevens/Sport)
O processo corre em segredo de justiça e o Sport ainda não foi notificado. Por isso, a diretoria rubronegra evita entrar em maiores detalhes, mas garante que não está devendo nada para Magrão.

"O Sport só irá se posicionar quando tiver uma posição concreta. O Sport não deve nada a Magrão e não acredita nisso. Enquanto isso não for confirmado, o Sport não acredita nesse boato que surgiu", disse o diretor de futebol Nelo Campos.

O CASO
Magrão não deu as caras após nove dias de folga e não entrou em contato para justificar a ausência. Já são duas faltas do veterano. Apesar do clima ruim, o Leão trata o assunto com cautela e não estuda punir o goleiro. Internamente, inclusive, alguns dirigentes admitem a aposentadoria do goleiro.

Antes da parada para a Copa América, Magrão teria conversado com pessoas próximas admitindo a possibilidade de o jogo contra o CRB, no último dia 11, ter sido seu último na carreira. Após o duelo, alguns jogadores do Sport tiraram foto com ele dentro do campo.

Magrão tem contrato com o Sport até o final da temporada. Com 42 anos, ele chegou ao Leão em 2005. De lá apra cá ele se tornou o atleta que mais vestiu a camisa do clube, com 728 vezes. Além disto, ele conquistou dez títulos, entre eles a Copa do Brasil de 2008 e a Copa do Nordeste de 2014.