Série B: Sem dinheiro, diretoria do Sport promete faxina entre os funcionários

O clube vem passando por dificuldades financeiras e teve os R$ 6 milhões referentes a cota de TV bloqueados pela Globo

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 16 (AFI) - Os próximos dias prometem ser marcados por saídas de muitos funcionários no Sport. Com dificuldades para manter as contas em dia, o presidente Milton Bivar revelou que a única saída é cortar gastos para que o futebol não seja prejudicado.

"Ainda não há um número exato, mas começaremos a demitir funcionários. É muito triste, mas infelizmente não temos outra opção. Desde que assumi senti que a situação era crítica. Levamos quatro meses para colocar em prática esse corte de gastos", comentou o mandatário rubronegro.

O presidente Milton Bivar disse que funcionários precisam ser demitidos no Sport
O presidente Milton Bivar disse que funcionários precisam ser demitidos no Sport
A situação financeira do Sport ralmente é bastante delicada. Por conta de uma dívida com a TV Globo de R$ 18 milhões, o clube ainda não recebeu os R$ 6 milhões referentes a cota de TV dos jogos da Série B do Brasileiro. O clube vem negociando diretamente com a emissora o desbloqueio dessa quantia.

"Ainda não houve acordo entre Sport e Rede Globo. Temos um representante no Rio de Janeiro mantendo conversas com representantes da emissora. As notícias que eu tenho são boas, mas ainda não chegamos a um acerto", revelou Milton Bivar.

Em meio a toda essa crise financeira, os jogadores seguem trabalhando de olho na partida de domingo, contra o América-MG, na Arena Independência, pela quarta rodada da Série B. Com três empates em três jogos, o Sport busca a primeira vitória.