Sport desiste do Brasileiro Feminino e pode pegar gancho também no masculino

A equipe pernambucana pode ficar fora de todas as compertições da CBF, em qualquer categoria, por até dois anos

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 12 (AFI) – O Sport pegou a CBF de surpresa e anunciou a desistência de disputar o Campeonato Brasileiro de futebol feminino às vésperas do início da competição. No entanto, isso pode complicar também a situação do time masculino, já que a entidade máxima do futebol brasileiro prevê punição de até dois anos sem disputar qualquer competição.

Segundo o superviso de futebol feminino da CBF, Romeu Castro, a desistência de uma competição sem aviso prévio leva o Sport a ser julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) como instituição. Ou seja, não é a divisão de futebol feminino que será julgada e sim o clube em todas as suas atividades.

“Se foi punido, o clube é afastado por dois anos. Não é algo restrito ao futebol feminino. Caso a desistência se confirma, o clube será julgado e poder se punido dessa maneira. Por enquanto, o jogo ainda está marcado”, explicou Romeu Castro.

EXIGÊNCIAS DA CBF
Para disputar o Campeonato Brasileiro masculino, a partir de 2020, a CBF exige que as equipes mantenham também um time feminino disputando torneios oficiais, uma equipe de base e treinador da equipe feminina com a Licença A feminina.

O Sport, teoricamente, cumpre esses quesitos, mas se arrisca ao não participar do Brasileirão Feminino. O caso ainda deve ter novos capítulos nos próximos dias.

À princípio, o jogo de estreia do Sport no Brasileirão feminino segue marcado para a quarta-feira, dia 20 de março, contra o São Francisco-BA.

MAIS W.O
Outro time que deve perder por W.O na estreia é o Vitória das Tabocas, também de Pernambuco. A equipe ainda não tem atletas registradas e conta com apenas cinco jogadores no elenco. A tendência é que não compareça ao primeiro jogo, contra o Internacional, mas que tente se estruturar para seguir na competição nas rodadas seguintes.

Atualização (19h24) - O Vitória das Tabocas conseguiu uma parceria de última hora e jogará com o time feminino do Santa Cruz. Os documentos de diversas atletas foram enviadas nesta terça-feira para a CBF. Portanto, o jogo contra o Internacional não sofrerá W.O.