Com ataque estrelado, 'bonde do interior' domina Seleção FI da 5ª rodada do Paulistão

Sobrou pouco nesta quinta rodada para o grandes clubes, como duas vagas para o Palmeiras e uma para o Santos

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 10 (AFI) - Com os times do Interior dando trabalho aos grandes no Campeonato Paulista, a Seleção da Rodada do FUTEBOL INTERIOR só poderia estar recheada de jogadores interioranos. Entre eles, destaques do Santo André, Internacional de Limeira e Mirassol.

Sobrou pouco nesta quinta rodada para o grandes clubes, como duas vagas para o Palmeiras e uma para o Santos. No comando, o técnico Paulo Roberto Santos, líder geral da competição com 12 pontos em cinco rodadas.

O FUTEBOL INTERIOR recebeu dezenas de indicações da crônica esportiva do interior e, na medida do possível, foi escalada a melhor formação, desta vez, armada no tradicional esquema 4-4-2.

Torcida do Mirassol joga com o time no Paulistão
Torcida do Mirassol joga com o time no Paulistão

TORCIDA DA RODADA
De olho no Interior, o destaque ficou para as arquibancadas. Mais uma vez a 'Força Amarela' do Mirassol se fez presente nas arquibancadas. A torcida do Mirassol está se tornando o 12.º jogador. Tudo graças à campanha inédita e bem feita do clube, que acreditou na força de sua torcida.

O clube vendeu 3.500 pacotes para os seus jogos, onde o torcedor ainda pode pagar apenas R$ 99,00 em dez vezes no cartão. A la Casas Bahia, mas com total eficiência, a campanha foi idealizada e desenvolvida pela empresa de marketing esportivo E & L Marketing, dirigida por Edivaldo Ferraz. Um SUCESSO!

CONFIRA A SELEÇÃO FI DA 5ª RODADA DO PAULISTÃO:

Camilo: passe e mais um gol
Camilo: passe e mais um gol

Weverton (Palmeiras);

Felipe Rodrigues (Novorizontino), Luizão (Santo André),
Roger Bernardo (Inter de Limeira) e Abner Felipe (Água Santa);

Neto Moura (Mirassol), Dudu Vieira (Santo André),
Camilo (Mirassol) e Lucas Braga (Inter de Limeira);

Willian (Palmeiras) e Soteldo (Santos).

Técnico: Paulo Roberto Santos (Santo André).

CONFIRA A ATUAÇÃO DE CADA JOGADOR:

Goleiro:

Weverton (Palmeiras) - O Palmeiras fez um bom primeiro tempo, mas depois levou sufoco da Ponte Preta, em Campinas. Nos momentos em que foi exigido, confirmou o rótulo de grande goleiro. E todo grande time começa por um grande goleiro. O Verdão tem um belo camisa 1.

Lateral-direito:

Felipe Rodrigues (Novorizontino) - Ganhou a oportunidade de ser titular contra o Ituano, na falta do titular Celsinho que acompanhou o nascimento do seu filho. Rodrigues foi bem na marcação e tentou apoiar o ataque, embora o jogo não tenha lhe favorecido porque o adversário não abriu mão de apenas se defender.

Zagueiro:

Luizão (Santo André) - Mostrou que sua experiência pode ser fundamental para o Ramalhão, muito bem comandado por Paulo Roberto Santos. Não perdeu nenhum lance pelo alto e mostrou segurança no jogo em que seu time venceu o forte São Paulo, por 2 a 1.

Zagueiro:

Roger Bernardo (Inter de Limeira) - Muita gente apostava que a defesa da Inter não conseguiria segurar o ataque corintiano, ainda mais dentro do Itaquerão. Mas dentro de campo, o zagueirão tratou de espantar as insinuações e teve uma excelente atuação na vitória por 1 a 0 em cima do Corinthians.

Abner Felipe:muito bem
Abner Felipe:muito bem

Lateral-esquerdo:

Abner Felipe (Água Santa) - A sua habilidade e velocidade foram notados pelo técnico Pintado. Tanto que as principais jogadas do time saíram pelo seu setor. Além disso, ele tem mostrado confiança pelo lado esquerdo, ponto forte do Netuno neste momento de recuperação.

Volante:

Neto Moura (Mirassol) - Mais uma vez ‘comeu a bola’ no meio-campo do “Amarelão”. É um jogador moderno, que marca, dá combate, faz o passe. Com isso aumenta a velocidade e a dinâmica do time, que tem chegado ao ataque na base da velocidade e em condições de finalizar com precisão.

Volante:

Dudu Vieira (Santo André) - Mais uma vez acabou sendo o destaque no eficiente meio-campo do Ramalhão. Mostrou ser o dono do setor mesmo atuando diante de jogadores famosos e valorizados do São Paulo. Marcou um dos gols na vitória de 2 a 1 sobre o Tricolor. Jogou muito!

Meia:

Camilo (Mirassol) - Acima da média em termos técnicos, provando que a diretoria deu uma tacada genial em contratá-lo para comandar o time na competição. Deu o passe para o primeiro gol. Marcou mais um gol, de pênalti é verdade, mas sua presença em campo dá o brilho necessário para o Mirassol se mostrar um time forte e competitivo.

Meia:

Lucas Braga (Inter de Limeira) - Foi o destaque do Leão na vitória sobre o Corinthians em pleno Itaquerão. Tanto no primeiro tempo, quanto no segundo, deu trabalho pela direita a Lucas Piton e Pedro Henrique. Foi acima da média.

Atacante:

Willian em grande forma é artilheiro do Paulistão com 5 gols
Willian em grande forma é artilheiro do Paulistão com 5 gols

Willian (Palmeiras) - Depois de longo tempo de inatividade, está voltando à velha forma. Tanto que após o marcar na vitória sobre a Ponte Preta, em Campinas, já se isolou na liderança da artilharia com cinco gols.

É um jogador inteligente, rápido e com cheiro de gol. Tanto que Vanderlei Luxemburgo, de forma inteligente, tem recuado Luiz Adriano para chamar a marcação e fazer as assistências para os atacantes, entre eles o próprio Willian.

Atacante:

Soteldo (Santos) - O garoto de cabelo amarelo voltou com tudo do torneio Pré-Olímpico. Arrojado, esperto e inteligente foi o destaque do ataque santista. é um jogador que faz a diferença. Melhor para o Peixe.

Paulo Roberto: experiência no Paulistão
Paulo Roberto: experiência no Paulistão

Técnico:

Paulo Roberto Santos (Santo André) - O Ramalhão tem a melhor campanha do Paulistão até o momento - e isso não é à toa.

É fruto de muito trabalho de seu treinador. O experiente comandante vem mostrando suas credenciais como um dos maiores conhecedores do Interior de São Paulo.

E isso ficou mais uma vez provado diante do São Paulo, que encontrou dificuldade e não conseguiu furar com qualidade o forte sistema defensivo andreense.

Destaque na rodada também para Elano, que conquistou sua terceira vitória pela Inter de Limeira, desta vez em cima do Corinthians. Se o Timão usou alguns reservas não importa. Só se o elenco corintiano é fraco.