Seleção FI do Paulistão com zagueiros estrangeiros e domínio do Corinthians

Os jogadores foram selecionados de acordo com o que apresentaram durante o campeonato

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 22 (AFI) - A Seleção do Futebol Interior do Campeonato Paulista da Série A1 tem o amplo domínio de jogadores do Corinthians, campeão no último domingo. Cássio, Fagner, Danilo Avelar, Júnior Urso e Clayson carregam o time, além do técnico Fábio Carille. No sistema defensivo, destaque para a dupla de estrangeiros: Gustavo Gómez, do Palmeiras, e Arboleda, do São Paulo. Por fim, dois jogadores do interior: Ytalo, do Red Bull Brasil, e Martinelli, do Ituano.

Os jogadores foram selecionados de acordo com o que apresentaram durante o campeonato, mas é claro que algumas injustiças podem acontecer. Por exemplo: Ralf, do Corinthians, jogou muito na reta final, mas perdeu para seu companheiro Urso. Liziero, Luan, Igor Gomes e Antony, os 'garotos do Morumbi', também merecem uma menção. No Santos, Jorge Sampaoli deu o ritmo do 'futebol bonito', além do zagueiro Aguillar, que jogou bem em boa parte da competição.

No Palmeiras, mesmo sem conseguir convencer e mostrar uma grande atuação neste ano, alguns destaque individuais para Dudu e Felipe Melo, que fizeram um campeonato muito regular, mas pecaram no momento decisivo e foram eliminados para o São Paulo dentro do Allianz Parque.

CONFIRA A SELEÇÃO DO PAULISTÃO:

Seleção FI do Paulistão com zagueiros estrangeiros e domínio do Corinthians
Seleção FI do Paulistão com zagueiros estrangeiros e domínio do Corinthians
Goleiro: Cássio (Corinthians)

O incontestável goleiro do Corinthians brilhou mais uma vez na conquista do Campeonato Paulista. Mesmo com um início de ano com a sua defesa dando muitas dificuldades, Cássio subiu de nível no mata-mata e foi o rosto das classificações contra Ituano e Santos. Na final ainda fez um milagre no primeiro jogo, em testada de Arboleda.

Lateral: Fagner (Corinthians)

Outro jogador incontestável no elenco corintiano. Fagner é a cara deste time de Fábio Carille, com muita raça e entrega ao esquema tático. É esperto, sabe dar suporte ofensivo e ainda garante suporte para a defesa em jogos difíceis como na final contra o São Paulo.

Zagueiro: Gustavo Gómez (Palmeiras)

Talvez o grande destaque do Palmeiras nesta temporada. O zagueiro tem muita competência e despontou como titular absoluto do time de Felipão. É de longe um dos melhores jogadores na posição e merece estar na seleção mesmo com a eliminação precoce do clube.

Zagueiro: Arboleda (São Paulo)

O melhor jogador do São Paulo em toda a competição. Mesmo com a irregularidade do restante do time, o zagueiro conseguiu manter a média de atuações e fechou o Campeonato Paulista ainda mais em alta. É de longe o jogador do time com mais identificação com a torcida, que reconhece a sua importância para o elenco.

Lateral: Danilo Avelar (Corinthians)

Começou o ano como renegado e quase perdeu espaço com as negociações de Andrés Sanchez no mercado, mas conseguiu dar a volta por cima e fechou o estadual como um dos heróis. Além do gol no dérbi com o Palmeiras, marcou o primeiro gol na vitória por 2 a 1 contra o São Paulo, que garantiu o título na final de domingo.

Volante: Júnior Urso (Corinthians)

Chegou ao Corinthians sem muitos holofotes e com trabalho no dia a dia conseguiu sair do Campeonato Paulista muito maior do que chegou. Deu a mobilidade ao meio de campo que faltava no grupo de Fábio Carille. Ao lado de Ralf, que também tem menção honrosa na Seleção, foi um dos principais destaques mesmo sem atuar na final.

Meia: Carlos Sánchez (Santos)

Como de costume com jogadores uruguaios, o que não falta para Carlos Sánchez é a entrega. O meia costuma deixar em campo tudo o que pode e é um dos que mais corre, sem procurando dar opção de passe. Por isso ganhou destaque com a camisa do Santos, dando mobilidade ao meio de campo.

Meia: Jean Mota (Santos)

O artilheiro do Campeonato Paulista não poderia ficar de fora da Seleção do Campeonato. Carregou a campanha do Santos na primeira fase, foi muito importante para o time eliminar o Red Bull Brasil nas quartas, mas não conseguiu evitar a queda para o Corinthians na semifinal. Ainda assim, encontrou sua forma de jogo com Jorge Sampaoli.

Atacante: Martinelli (Ituano)

A grande novidade do Campeonato Paulista é o atacante de apenas 17 anos. Martinelli terminou com vice-artilheiro, com seis gols, e dificilmente vai seguir no clube de Itu. Recebeu propostas de clubes da Inglaterra e vem sendo sondado por outros grandes clubes do futebol brasileiro.

Seleção FI do Paulistão com zagueiros estrangeiros e domínio do Corinthians
Seleção FI do Paulistão com zagueiros estrangeiros e domínio do Corinthians
Atacante: Clayson (Corinthians)

Outro jogador que conseguiu reinventar sob o comando de Fábio Carille. Clayson é o 'motorzinho da Fiel', com jogadas de habilidade pelas pontas é a principal válvula de escape para o time em momentos de pressão. Vem crescendo de produção e chama a atenção da Europa, que monitora a evolução do jovem atacante, que passou por Ponte Preta e Ituano.

Atacante: Ytalo (Red Bull Brasil)

Tem muitos destaques individuais no time do Red Bull Brasil, que fez a melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista. Jobson, Osman e Júlio César... mas quem ganhou uma vaga na Seleção do Campeonato Paulista foi o atacante Ytalo, de 31 anos. O jogador fez sete gols em 16 jogos e terminou em alta.

Técnico: Fábio Carille (Corinthians)

Voltou para o Corinthians para resolver o problema que vinha assombrando o torcedor: o sistema defensivo. No começo foram muitos sustos, o elenco demorou para engrenar, mas não tinha como o resultado ser melhor: campeão estadual dentro da Arena Corinthians contra o rival São Paulo. O treinador aos poucos consegue dar o ritmo que o time precisa.