Seleção FI do Paulista A2 tem meio de campo inspirado e Marchiori no comando

Apesar de eliminados, jogadores de Rio Claro e Portuguesa Santista fazem companhia aos semifinalistas no time ideal da rodada

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 08 - As quartas de final da Série A2 terminaram no último domingo, com Água Santa, XV de Piracicaba, Inter de Limeira e Santo André garantidos nas seminais. São esses os times que dominam a Seleção da Rodada do Portal Futebol Interior, mas os eliminados Rio Claro e Portuguesa Santista também conseguiram emplacar representantes.

Confira a Seleção FI da rodada de volta das quartas de final:

Luiz Fernando (XV de Piracicaba);

Jonathan Bocão (Água Santa), Luizão (Água Santa), Jean Pablo (Inter de Limeira) e Rhuan (Santo André);

Franco (Rio Claro), Marquinhos (Inter de Limeira), Luan Dias (Água Santa), Cristian (Santo André) e Carlos Alberto (Portuguesa Santista) ;

Raphael Macena (XV de Piracicaba).

Técnico: Fernando Marchiori (Santo André)

_______________________________________________________________

Goleiro: Luiz Fernando (XV de Piracicaba)
Foi um monstro debaixo da trave quinzista, com muita segurança para intervir nas finalizações em um jogo complicado contra o Juventus. A estrela brilhou quando ele pegou um pênalti cobrado por Thiago Potiguar e evitou o que seria o gol do empate juventino.

Lateral-direito: Jonathan Bocão (Água Santa)
Mesmo depois de uma goleada por 5 a 0 no jogo de ida, entrou comprometido em campo, assim como todo o time do Água Santa, e fez bonito. Deu o passe para o segundo gol e foi cirúrgico pelo lado direito do campo, criando as melhores oportunidades de gol.

Zagueiro: Luizão (Água Santa)
Capitão do Netuno, soube liderar a equipe como sempre, com bom posicionamento e tempo de bola para evitar as investidas do Taubaté. Não deu chances para os atacantes adversários e mostrou bastante qualidade na hora do desarme.

Jean Pablo fez bonito no ataque da Inter. (Foto: Reprodução)
Jean Pablo fez bonito no ataque da Inter. (Foto: Reprodução)

Zagueiro: Jean Pablo (Inter de Limeira)
Roubou a cena com uma atuação praticamente impecável. Com muita entrega e inteligência, fez sua parte lá atrás, mas se destacou mesmo pelo golaço que marcou para inaugurar o placar do empate por 2 a 2 com a Portuguesa Santista. No lance, se aventurou no ataque e deu um toque de estilo para marcar de cobertura .

Lateral-esquerdo: Rhuan (Santo André)
Fez uma função diferente a pedido do técnico Fernando Marchior, alternando entre a lateral direita e a lateral esquerda, tudo isso sem perder a qualidade por um lado ou pelo alto. Foi um dos principais caminhos do Ramalhão para o ataque e marcou o primeiro gol na vitória por 2 a 1 sobre o Rio Claro.

Volante: Franco (Rio Claro)
Apesar da eliminação do Rio Claro, Franco conseguiu se sobressair com uma atuação bastante consistente, ligado e disposto do início ao fim da partida. Fez o que pôde na missão de parar os adversários e foi importante na transição entre a defesa e o ataque.

Volante: Marquinhos (Inter de Limeira)
Depois de ter se destacado no primeiro jogo, inclusive marcando gol, voltou a ter uma boa atuação no empate por 2 a 2 com a Briosa. Dessa vez teve que correr um pouco mais após a expulsão de França – apesar de o adversário ter perdido Rodriguinho – e deu conta do recado.

Luan Dias (recebendo o abraço) fez golaço pelo Netuno. (Foto: Michel Sanches / Água Santa)
Luan Dias (recebendo o abraço) fez golaço pelo Netuno. (Foto: Michel Sanches / Água Santa)

Meia: Luan Dias (Água Santa)
Com habilidade e qualidade na finalização, foi uma das principais armas ofensivas do Água Santa contra o Taubaté. Marcou um golaço passando por quatro marcadores e acertando o angulo direito de Rafael Roballo, abrindo o placar na vitória por 2 a 0.

Meia: Cristian (Santo André)
Saiu aos 32 minutos do segundo tempo, mais antes disso comandou o meio de campo do Ramalhão na classificação sobre o Rio Claro. Com muita experiência, preencheu os espaços certos no campo e deu trabalho para o goleiro Thomazella, além de ter marcado o segundo gol do Santo André.

Macena foi decisivo para o XV de Piracicaba. (Foto: Michel Lambstein / XV de Piracicaba)
Macena foi decisivo para o XV de Piracicaba. (Foto: Michel Lambstein / XV de Piracicaba)

Meia: Carlos Alberto (Portuguesa Santista)
Apesar das condições adversas após derrota por 2 a 0 no primeiro jogo, não desistiu em nenhum momento e foi o principal nome da Portuguesa no empate por 2 a 2 com a Inter de Limeira. Infernizou a defesa adversária, principalmente pelo lado direito, e fez o primeiro gol da Briosa, de pênalti.

Atacante: Raphael Macena (XV de Piracicaba)
Mostrou o quanto pode ser decisivo em um momento importante. Após marcar o gol da vitória sobre o Juventus no Barão de Serra Negra, encaminhou

a classificação do XV de Piracicaba ao marcar o gol do empate por 1 a 1 na Rua Javari, em uma partida dura contra o Moleque Travesso.

Técnico: Fernando Marchiori (Santo André)
Depois da derrota por 1 a 0 no jogo de ida, não se acomodou e fez alguns ajustes que melhoraram consideravelmente o desempenho da equipe. Por fim, viu seus comandados comandarem uma grande vitória fora de casa e garantirem a classificação às semifinais.