Seleção FI da 37ª rodada do Brasileirão vem com técnico campeão e autor de golaço

A equipe ainda conta com o goleiro Maílson do Sport que defendeu um pênalti e Erik, autor de dois gols do Botafogo

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 26 (AFI) - Nessa 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, o Palmeiras se sagrou campeão e conquistou o seu décimo título nacional. Até por conta disso, a Seleção FI vem comandada pelo experiente técnico Felipão, que foi o grande responsável por levar o time alviverde ao título após uma arrancada fulminante nesse segundo turno. A equipe ainda conta com o goleiro Maílson do Sport que defendeu um pênalti e Erik, autor de dois gols do Botafogo.

O meia Éverton Ribeiro, do Flamengo, também está na lista dos melhores jogadores da rodada. Isso por que ele marcou um lindo gol na vitória contra o Cruzeiro. Já Nico López do Internacional, irá comandar o setor ofensivo já que marcou dois gols na vitória sobre o Fluminense.


CONFIRA A SELEÇÃO DO FUTEBOL INTERIOR DA 37ª RODADA DO BRASILEIRÃO:
Maílson (Sport);
Eduardo (Chapecoense), Gustavo Gómez (Palmeiras) e Moisés (Botafogo);
Lucho González (Atlético-PR), Juninho (América-MG), Wescley (Ceará) e Éverton Ribeiro (Flamengo);
Nico López (Internacional), Ricardo Oliveira (Atlético-MG) e Erik (Botafogo).
Técnico: Felipão (Palmeiras).

Seleção FI da 37ª rodada do Brasileirão vem com técnico campeão e autor de golaço
Seleção FI da 37ª rodada do Brasileirão vem com técnico campeão e autor de golaço


CONFIRA A ATUAÇÃO DE CADA JOGADOR:
Goleiro: Maílson (Sport)
Sem dúvidas o grande destaque do Sport no empate sem gols com o São Paulo foi o goleiro Maílson. O arqueiro foi responsável por não deixar o time pernambucano sair do Morumbi com derrota. O jovem defendeu um pênalti cobrado por Nenê. Ele é conhecido pela torcida do Leão como 'filho do Magrão', experiente goleiro que era especialista em defender pênaltis.

Lateral: Eduardo (Chapecoense)
Fez uma partida bastante segura contra o Corinthians, bastante solidário na hora de ajudar os zagueiros na marcação. Quando subiu, fez algumas investidas precisas e criou boas oportunidades para os companheiro. O empate sem gols em Itaquera foi importante e o time segue na briga contra o rebaixamento.

Zagueiro: Gustavo Gómez (Palmeiras)
Uma das melhores contratações do Palmeiras na temporada. Gustavo Gómez mais uma vez mostrou porque é atualmente um dos melhores zagueiros do futebol brasileiro. Na vitória contra o Vasco, por 1 a 0, que definiu o título do Campeonato Brasileiro, o jogador foi muito seguro, fechou espaços e quase não deu perigo para o goleiro Weverton.

Lateral: Moisés (Botafogo)
Além de Erik, Moisés também acabou se destacando na vitória do Botafogo contra o Paraná. Ele tomou conta da lateral-esquerda e deu as duas assistências para o atacante decretar o triunfo alvinegro. O jogador ainda fez seu papel defensivamente, tanto que o adversário criou pouco pelo seu lado de campo.

Volante: Lucho González (Atlético-PR)
Entrou no segundo tempo no empate por 2 a 2 com o Ceará e mudou a dinâmica de jogo do time atleticano. Teve boas aparições no ataque e marcou o gol da virada quando o jogo estava empatado por 1 a 1. O Vovô deixou tudo igual de novo, mas atuação de Lucho foi boa até o final.

Volante: Juninho (América-MG)
A conta do América-MG era simples: vencer ou vencer dentro da Arena Independência. Brigando para sair do Z4, o time poderia ser rebaixado ainda nesta rodada se não fizesse sua parte. Graças a estrela de Juninho, que apareceu livre no meio da grande área, o clube pôde comemorar a vitória por 1 a 0 contra o Bahia e segue vive na briga.

Meia: Wescley (Ceará)
Ele não jogava há seis meses por conta de uma lesão no joelho e voltou da melhor maneira possível. Não à toa, foi considero pelo técnico Lisca, antes do jogo, como um dos jogadores mais importantes do elenco. Entrou aos 28 minutos do segundo tempo e sofreu um pênalti aos 30, mas Richardson não converteu. Wescley seguiu tentando e marcou o gol do empate alvinegro.

Meia: Éverton Ribeiro (Flamengo)
De volta ao estádio Mineirão, Éverton Ribeiro fechou a rodada como o grande craque, sem tirar nem pôr. O meia fez de tudo e só faltou mandar chover em Belo Horizonte. No primeiro gol, em lance de Puskás, dribla metade da marcação do Cruzeiro e bate colocado, com força. Depois, no segundo gol, acertou um chute com rara felicidade, no cantinho do goleiro.

Atacante: Nico López (Internacional)
Depois da frustração de perder o título, o Inter garantiu o G4 e a classificação direta à Libertadores ao vencer o Fluminense por 2 a 0, graças à grande atuação de Nico López. Marcou um golaço, em uma pancada de primeira, para abrir o placar e garantiu a vitória após aproveitar assistência de D'Alessandro.

Atacante: Ricardo Oliveira (Atlético-MG)
Outro que voltou para sua antiga casa e foi novamente muito feliz. De volta a Vila Belmiro, Ricardo Oliveira quase assegurou um ponto para o Atlético-MG, mas não contava com o brilho de Gabriel Barbosa, artilheiro do Campeonato Brasileiro, para decretar a vitória do Santos por 3 a 2. Ainda assim, o camisa nove mineiro deixou dois tentos, em um belo jogo.

Atacante: Erik (Botafogo)
Em noite comemorativa devido despedida do goleiro Jefferson, Erik foi quem brilhou na vitória por 2 a 1 para cima do Paraná no Estádio Nilton Santos. Vivendo uma de suas melhores fases na carreira, o atacante marcou os dois gols do Alvinegro do duelo. Em ambos, foi festejar com o dono da festa;

Técnico: Felipão (Palmeiras)
Muito questionado por parte de imprensa, seja pelo 7 a 1 da seleção Brasileira ou por ser considerado ultrapassado, mostrou que ainda tem muito para contribuir com o futebol brasileiro. Com a vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, chegou ao 21º jogo invicto no Brasileirão e garantiu a taça.

 
 
" />