Seleção da 31ª rodada da Série B traz Getúlio, destaque do Avaí no ataque

O Avaí conseguiu uma importante vitória fora de casa, ao derrotar o Guarani por 2 a 1 em Campinas.

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 14 (AFI) - A 31ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B chegou ao fim e é hora de ver quem se destacou e mereceu lugar na Seleção Futebol Interior. O Oeste conseguiu segurar o líder Fortaleza e, por isso, o goleiro Tadeu abre a lista.

O Goiás também está representado após fazer cinco gols diante do Juventude. O Avaí também conseguiu uma importante vitória fora de casa, ao derrotar o Guarani por 2 a 1 em Campinas. Com direito a gol de Dagoberto, o Londrina venceu e segue acreditando no G4.


Confira a Seleção Futebol Interior da 31ª rodada:

Dagoberto: 12 gols pelo Londrina
Dagoberto: 12 gols pelo Londrina

Tadeu (Oeste).

Luis Gustavo (Sampaio Corrêa), Betão (Avaí), Wesley Matos (Vila Nova) e Danilo Barcelos (Ponte Preta);

Leandro Leite (Brasil), Alan Mineiro (Vila Nova) e Giovanni (Goiás);

Michael (Goiás), Dagoberto (Londrina) e Getúlio (Avaí).

Técnico: Ney Franco (Goiás)


Goleiro: Tadeu (Oeste)
O Fortaleza está cada vez mais perto da elite do Campeonato Brasileiro, mas só não fincou um pé na primeira divisão no último sábado porque o goleiro teve uma atuação de gala. Logo no começo, ele impediu um golaço de vôleio de Éderson, mas foi no segundo tempo que teve mais destaque, parando o ataque do Leão em quatro oportunidades claras.


Betão mostrou bastante segurança e ajudou o Avaí a vencer o Guarani em Campinas. (Foto: Jamira Furlani/Avaí FC))
Betão mostrou bastante segurança e ajudou o Avaí a vencer o Guarani em Campinas. (Foto: Jamira Furlani/Avaí FC))

Lateral-direito: Luis Gustavo (Sampaio Corrêa)
Mesmo com má fase do Atlético-GO, não é fácil vencer o adversário, principalmente fora de casa.

Mas com um bom sistema defensivo e aproveitando as oportunidades no ataque, o Sampaio venceu por 2 a 1 e saiu do Z4.

Luis Gustavo conseguiu desempenhar bem a marcação e, na medida do possível, apoiou o ataque com cruzamentos e finalizações.


Wesley Matos: gol pelo Vila
Wesley Matos: gol pelo Vila

Zagueiro: Wesley Matos (Vila Nova)
O time goiano enfrentou um adversário fragilizado: o Boa Esporte. Mesmo assim, é importante não menosprezar o adversário para não perder pontos nestes jogos. E foi exatamente isso que Wesley fez. Jogando com seriedade até o fim, comandou a defesa e ajudou a equipe vencer dentro de casa sem levar nenhum gol.


Zagueiro: Betão (Avaí)
O Avaí mostrou bastante segurança contra o Guarani e se comportou bem defensivamente, sem deixar que o time da casa fizesse a pressão que pretendia. Líder do sistema defensivo, Betão estava sempre no lugar certo na hora certa e fez intervenções precisas para evitar jogadas perigosas dos bugrinos.


Lateral-esquerdo: Danilo Barcelos (Ponte Preta)
É preciso saber qual chazinho o técnico Gilson Kleina deu para Danilo acordar com a camisa da Macaca. Ele já tinha ido bem na rodada anterior, na vitória por 1 a 0 em cima do CRB, mas voltou a brilhar na vitória sobre o CSA, por 2 a 1, em Maceió. Fez um gol e participou ativamente da vitória importantíssima para a Macaca, ainda com chances de brigar pelo acesso.

Danilo Barcelos brilhou mais uma vez e ajudou a Ponte Preta a sair com a vitória diante do CSA. (Foto: PontePres/FábioLeoni)
Danilo Barcelos brilhou mais uma vez e ajudou a Ponte Preta a sair com a vitória diante do CSA. (Foto: PontePres/FábioLeoni)

Volante: Leandro Leite (Brasil de Pelotas)
Mesmo jogando fora de casa, diante do Criciúma, o Brasil precisava vencer para respirar com mais tranquilidade. Além de frear o adversário, era necessário marcar gols. Leandro Leite conseguiu realizar os dois objetivos. Marcou muito bem, não deixando espaços no meio-campo e foi o autor do único gol da partida.


Meia: Giovanni (Goiás)
Homem dos escanteios, Giovanni conseguiu organizar o meio-campo do Goiás e levar perigo sempre que cobrava as bolas paradas. Em uma delas, cobrou de forma rápida e pegou a defesa do Juventude de surpresa, possibilitando o gol de Lucão. O gol saiu quando o Goiás perdia por 2 a 0 e foi fundamental para colocar o Esmeraldino de volta no jogo, que acabou vencendo por 5 a 3.


Alan Mineiro foi fundamental na vitória do Vila Nova sobre o Boa Esporte dentro de casa. (Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova)
Alan Mineiro foi fundamental na vitória do Vila Nova sobre o Boa Esporte dentro de casa. (Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova)

Meia: Alan Mineiro (Vila Nova)
É o ponto de desequilíbrio a favor do time goiano, participando das jogadas mais perigosas de ataque.

Cobrou com maestria o escanteio que resultou no gol de Wesley Matos e depois fez seu gol de pênalti.

Ele já tem nove gols, sendo o maior goleador do seu time. Dentro de campo é o cérebro do técnico Hemerson Maria.


Atacante: Michael (Goiás)
O baixinho estava endiabrado. Nem o frio e a chuva do Sul tiraram o ânimo do atacante, que marcou dois gols e participou ativamente da virada histórica do Goiás em cima do Juventude, por 5 a 3. O time gaúcho vencia o primeiro tempo por 2 a 0.


Getúlio comandou o ataque do Avaí na vitória sobre o Guarani fora de casa. (FOTO Lucas Gabriel Cardoso/Avaí)
Getúlio comandou o ataque do Avaí na vitória sobre o Guarani fora de casa. (FOTO Lucas Gabriel Cardoso/Avaí)

Atacante: Dagoberto (Londrina)
Mais uma vez o atacante Dagoberto segue sendo destaque e ajudou o Londrina a chegar a cinco jogos sem derrota no Campeonato Brasileiro da Série B, se aproximando do G4.

Na vitória deste sábado diante do São Bento, por 2 a 1, o atacante cobrou o escanteio que deu origem ao primeiro gol do jogo e de pênalti, fechou a vitória para sua equipe. Além de ser o cérebro do setor ofensivo do LEC.


Atacante: Getúlio (Avaí)
De repente, o experiente técnico Geninho descobriu mais um talento em sua carreira de técnico. Ao dar moral para o garoto Getúlio, de apenas 21 anos, o técnico ganhou uma ótima opção ofensiva.

Este alagoano de apenas 21 anos, foi o grande destaque do Avaí na vitória por 2 a 1 sobre o Guarani, em Campinas. Marcou um gol e deixou a defesa paulista em polvorosa. Getúlio já tinha marcado um gol na vitória do time catarinense sobre o Boa Esporte, por 2 a 0, na rodada anterior. Importante destacar também a atuação de Rodrigão, que atuou mais recuado, e deu passes para os dois gols avaíanos em Campinas.


Ney Franco acertou o time do Goiás no decorrer do jogo e comanda a Seleção FI
Ney Franco acertou o time do Goiás no decorrer do jogo e comanda a Seleção FI

Técnico: Ney Franco (Goiás)
O time goiano conseguiu a virada mais impressionante desta rodada diante do Juventude.

Saiu perdendo por 2 a 0, no primeiro tempo, mas depois voltou com tudo na etapa final e terminou o jogo com a goleada de 5 a 3.

Méritos para o técnico Ney Franco, que no intervalo acertou a marcação e colocou seu time totalmente no ataque em busca dos gols. Deu tudo certo. Até demais.

Elogios também para Geninho, do Avaí, que venceu o Guarani por 2 a 1 em Campinas. E para Gilson Kleina, que conquistou sua segunda vitória em dois jogos com a Ponte Preta. Desta vez fez 2 a 1 sobre o CSA, no Rei Pelé, em Maceió (AL).