Sob comando de interino, Seleção FI da Série B tem trio de ataque poderoso

Com quatro pontos em dois jogos, João Brigatti afastou a Ponte da zona de rebaixamento e tem tudo para ser efetivado

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 06 (AFI) - A nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B foi toda realizada na noite desta terça-feira e a quantidade de empates chamou a atenção: sete em dez jogos. Apenas Ponte Preta, Guarani e Criciúma venceram seus jogos. A dupla campineira, inclusive, encerrou longos jejuns: a Macaca venceu a primeira como mandante e o Bugre como visitante. Já Fortaleza e São Bento seguem invictos.

Os 11 melhores da rodada que formam a Seleção do Portal Futebol Interior serão comandados pelo interino João Brigatti, que conquistou quatro pontos em seis jogos e tem tudo para ser efetivado na Ponte Preta. Destaque também para o trio de ataque formado por André Luis, Zé Carlos e Ronaldo, que juntos marcaram seis gols.

A escalação da Seleção FI é a seguinte:

Marcelo Boeck (Fortaleza);

Reginaldo (Londrina), Fagner Alemão (Avaí), Leandro Amaro (Oeste) e Orinho (Ponte Preta);

Eduardo (Criciúma), Rafael Longuine (Guarani) e Yan Sasse (Coritiba);

Zé Carlos (Criciúma), André Luis (Ponte Preta) e Ronaldo (São Bento).

Técnico: João Brigatti (Ponte Preta).

O Fortaleza se manteve invicto na liderança graças a uma atuação de gala do goleiro Marcelo Boeck
O Fortaleza se manteve invicto na liderança graças a uma atuação de gala do goleiro Marcelo Boeck

CONFIRA A SELEÇÃO FI

Goleiro: Marcelo Boeck (Fortaleza)
Sempre mostrou segurança debaixo dos três paus quando o Vila Nova se aventurou a chutar de longa distância. No segundo tempo fez grandes defesa, inclusive segurou um pênalti batido por Alan Mineiro, ironicamente, ex-meia do Fortaleza. E ainda fez mais duas defesas no final do jogo, garantindo o empate sem gols e a invencibilidade do líder cearense.

Lateral-direito: Reginaldo (Londrina)

Desde o ano passado que vem sendo um dos destaques do Londrina. Diferente da maioria das partidas, quando contribui muito lá na frente, Reginaldo foi bastante exigido na defesa diante do Figueirense e deu conta do recado. Mesmo assim, ainda conseguiu acertar a trave de Dênis em um cruzamento que parecia despretencioso.

Zagueiro: Fagner Alemão (Avaí)
Tudo bem que o Sampaio Corrêa empatou aos 38 minutos do segundo tempo, mas o um ponto conquistado em São Luis foi determinante para que o Avaí se mantivesse entre os quatro melhores da Série B. E tudo isso graças a Fagner Alemão. Além de ter feito uma boa partida como zagueiro, ele ainda assumiu a responsabilidade ao cobrar o pênalti que abriu o placar no Castelão.

Zagueiro: Leandro Amaro (Oeste)
O goleiro Tadeu foi um mero espectador na partida da última terça-feira na Arena Barueri. E boa parte disso se deve a boa atuação do sistema defensivo rubronegro. Com sua liderança, Leandro Amaro organizou seus companheiros e ganhou praticamente todas as disputas com os atacantes adversários.

O artilheiro Zé Carlos é o grande responsável pela evolução do Criciúma no campeonato
O artilheiro Zé Carlos é o grande responsável pela evolução do Criciúma no campeonato

Lateral-esquerdo: Orinho (Ponte Preta)
É muito pé quente. A Ponte Preta não vencia há cinco jogos e foi justamente esse período que o lateral ficou longe dos gramados. De volta nesta terça-feira, Orinho foi determinante para a Macaca conquistar sua primeira vitória como mandante. Deu o passe para o primeiro gol de André Luis e mostrou a raça de sempre, tanto que deixou o campo exausto.

Volante: Eduardo (Criciúma)
Foi o dono do meio de campo, mostrando boa técnica tanto na marcação quanto na saída de bola, com uma participação decisiva no campo de ataque. Em um dos lances, apareceu aberto pela direita para fazer o cruzamento que originou o segundo gol de Zé Carlos. Além disso, balançou a rede, em um gol típico futsal, passando o pé por cima da bola e batendo de bico no canto do gol, sem chances para o goleiro.

Meia: Rafael Longuine (Guarani)
Aos poucos, Rafael Longuine vem conquistando a titularidade no Guarani. Nessa terça-feira, o meio-campista ajudou o Bugre a desbancar o vice-líder CSA e vencer o jogo pelo placar de 2 a 1. Além de participar de praticamente todas as jogadas de ataque, o jogador contou com um erro do goleiro Mota para marcar um bonito gol. Ele foi tentar fazer um cruzamento e acabou marcando um bonito gol de cobertura.

Meia: Yan Sasse (Coritiba)

Apesar do duelo entre Coritiba e CRB disputado no Couto Pereira ter sido bem abaixo da média, o meio-campista Yan Sasse ajudou o Coxa a se manter com 100% de aproveitamento em casa na Série B do Campeonato Brasileiro. Logo nos primeiros minutos da primeira etapa, o jovem jogador aproveitou um cruzamento da esquerda para de cabeça mandar a bola para o fundo das redes.

Atacante: Zé Carlos (Criciúma)

Com muita presença de área, mostrou toda sua qualidade quando está na frente do gol, principalmente na bola aérea. Com dois gols de cabeça, ajudou o Criciúma a construir uma goleada por 4 a 1 sobre o Paysandu, resultado que foi apenas a segunda vitória do clube carvoeiro na Série B, mas serve para renovar as esperanças.

Recuperado de contusão, André Luis marcou dois gols e deu a primeira vitória da Ponte Preta como mandante
Recuperado de contusão, André Luis marcou dois gols e deu a primeira vitória da Ponte Preta como mandante

Atacante: Ronaldo (São Bento)
Foi o grande destaque do duelo disputado no Melão. Com muito oportunismo, fez os dois gols do São Bento no empate com o Boa Esporte. Em ambos os tentos, estava bem posicionado para mandar a bola para o fundo da rede com um toque de cabeça após notar o posicionamento do goleiro rival.

Atacante: André Luis (Ponte Preta)

Sem dúvidas um dos grandes responsáveis pela Ponte Preta ter vencido a primeira partida em casa na Série B do Campeonato Brasileiro, foi o atacante André Luís. Após ter saído atrás no placar, o velocista fez os dois gols que deram a vitória a Macaca, por 2 a 1. Em ambos os gols, André Luis, recebeu na área e chutou cruzado, sem chances para o goleiro adversário. Com o resultado, o time alvinegro acabou com um retrospecto de quatro jogos sem vencer e se afastou da degola.


Técnico: João Brigatti (Ponte Preta)

Sem condições de investir em um treinador de peso, a Ponte Preta deve apostar e efetivar em João Brigatti. Nas duas partidas sob seu comando, a Macaca conquistou quatro pontos e encerrou o jejum como mandante na Série B do Brasileiro.

É inegável que pelo menos na questão de vontade o time campineiro evoluiu bastante. Os próprios jogadores já defenderam a sua permanência.