Seleção FI do Brasileirão tem ataque fulminante, surpresas e técnico contestado

O setor ofensivo da seleção é formado por Willian, Neílton e Róger Guedes

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 07 (AFI) - Acabou a décima rodada do Campeonato Brasileiro. O Flamengo segue na liderança isolada, seguido pelo Sport, principal surpresa do torneio, Palmeiras e Cruzeiro. O Mengão levou a melhor no clássico carioca contra o Fluminense, enquanto o Atlético-MG derrotou o América-MG, no mineiro. O Verdão, no entanto, foi o desaque ao vencer o Grêmio, no sul.

A Seleção FI foi escolhida com os melhores da rodada e tem um ataque de respeito, falando nisso, respeita o moço, Willian bigode grosso, é o camisa 9 da equipe, ao lado de Neílton e Róger Guedes, que fez mais uma grande partida pelo Galo.

O técnico escolhido foi Roger Machado. Ele estava pressionado, balançou no cargo, mas segurou e fez duas partidas convincentes para recolocar o Palmeiras na briga pelas primeiras posições do torneio.

Willian foi o grande destaque do Palmeiras na rodada
Willian foi o grande destaque do Palmeiras na rodada
Confira a Seleção FI da décima rodada do Brasileirão:

Goleiro: Thiago Rodrigues (Paraná)
Brigando contra o rebaixamento, o Paraná conquistou vitória importantíssima nesta rodada, batendo o Bahia por 1 a 0. O adversário só não buscou o empate porque Thiago Rodrigues estava em noite inspirada e foi muito bem nas finalizações em que foi exigido. No último lance, ainda praticou uma linda defesa em cabeceio de Lucas Fonseca, garantindo a vitória.

Lateral-direito: Raul Prata (Sport)
O Atlético-PR teve muito mais posse de bola que o Sport, mas encontrou pela frente uma zaga bem postada. Por isso, Raul Prata se destacou mais no setor defensivo do que lá na frente. O lateral rubronegro realizou quatro desarmes e não deu brechas para o adversário.

Zagueiro: Balbuena (Corinthians)
Apesar do empate com o Santos não ter sido o resultado ideal para o Corinthians, o placar poderia ter sido pior se não fosse por mais uma grande exibição de Balbuena. O zagueiro paraguaio levou a melhor em praticamente todas as disputas contra os atacantes santistas nesta que pode ter sido a sua última partida pelo Corinthians. Convocado para amistosos pela seleção de seu país, o zagueiro tem propostas da Europa e uma possível saída preocupa a torcida corintiana.

Zagueiro: Léo Duarte (Flamengo)
Léo Duarte foi ‘comendo quieto’ e hoje ganhou a posição na defesa do Flamengo. O garoto fez mais um grande jogo em pleno clássico contra o Fluminense. Não se intimidou com a pressão e fez uma bela partida mesmo para um público de 60 mil torcedores, tanto que Diego Alves pouco trabalhou na noite desta quinta-feira.

Lateral-esquerdo: Victor Luis (Palmeiras)
Victor Luis assumiu o lugar de Diogo Barbosa e vem provando que merece ser titular. O jogador fez uma boa partida contra o Grêmio, se comportou bem defensivamente, com muita raça, e foi bem nos avanços ao ataque. Teve trabalho para anular o veterano Léo Moura.

Volante: Cuéllar (Flamengo)
É o jogador mais discreto do elenco do Flamengo, mas tem sido um monstro dentro de campo. No clássico, não foi diferente. O volante foi o 'carregador de piano' e ainda chegou a jogar em determinados momentos como camisa 10, armando o time e dando passes fundamentais nas criações de jogadas. Tem feito a diferença. Olho nele!

Volante: Fellipe Bastos (Sport)
O Sport como um todo não fez uma boa partida e em muitos momentos foi pressionado pelo Atlético-PR, mas Fellipe Bastos teve uma atuação acima da média. Depois de quase abrir o placar em um chute na rede pelo lado de fora, marcou um golaço logo no primeiro minuto do segundo tempo. A bomba do meio-campo entrou no ângulo de Santos, que só olhou.
Andrey brilhou mais uma vez com a camisa do Vasco
Andrey brilhou mais uma vez com a camisa do Vasco
Meia: Andrey (Vasco)

O Vasco entrou no Mineirão para jogar por uma bola. E ela veio através de Andrey. O prata da casa, de apenas 20 anos, marcou um bonito gol ao acertar o ângulo de Fábio com uma finalização da entrada da área. Andrey ainda contribuiu na marcação com seis roubadas de bola.
Atacante: Willian (Palmeiras)

Willian aproveitou a ida de Borja para a seleção da Colômbia para se firmar no comando do ataque do Palmeiras. O jogador brilhou contra o São Paulo e voltou a ser o principal jogador do time na vitória por 2 a 0 para cima do Grêmio, no sul. O Bigode já tem seis gols no Brasileirão, dividindo a artilharia com Róger Guedes, do Atlético Mineiro.

Atacante: Neílton (Vitória)
Neílton segue sendo o principal jogador do Vitória neste Campeonato Brasileiro. Jogando com a camisa 10, tem feito a diferença na luta contra o rebaixamento. No triunfo por 1 a 0 para cima da Chapecoense foi decisivo ao fazer um bonito gol, no ângulo do goleiro Jandrei. Tem se movimentado muito e feito o máximo para tirar o Leão dessa situação.

Atacante: Róger Guedes (Atlético-MG)
Róger Guedes segue em grande fase pelo Atlético-MG. Nesta rodada, o atacante foi crucial para garantir a vitória por 3 a 1 sobre o América no clássico, no Independência. O atacante deu duas assistências, uma para Ricardo Oliveira e outra para Tomás Andrade, e foi o principal nome do Atlético na partida.

Técnico: Roger Machado (Palmeiras)
Roger Machado nunca esteve tanto no braço da torcida do Palmeiras como após a vitória do Grêmio. O triunfo contra o São Paulo já aliviou a pressão que havia em cima de si. Agora, fazer 2 a 0 no Tricolor, no sul, com uma partida convincente, fez aumentar as expectativas para cima do Verdão. Finalmente conseguiu fazer a equipe mostrar raça, fome de bola, e com um belo padrão tático dentro das quatro linhas.

Roger Machado é o técnico da seleção FI
Roger Machado é o técnico da seleção FI

 
 
" />