Com domínio de times que venceram, Seleção FI da 10ª rodada da Série C vem no 4-3-3

Tupi, Botafogo-SP, Ypiranga, Cuiabá e Globo coloram dois representantes cada nos melhores da rodada

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 18 (AFI) - A décima rodada do Campeonato Brasileiro da Série C terminou nesta segunda-feira, e mais uma vez o Portal Futebol Interior contou com o auxílio da imprensa de todo o Brasil para escalar a Seleção da Rodada. Nesta edição, um dos destaques fique por conta do Globo, grande surpresa do final de semana.

O time de Ceará-Mirim venceu o ABC por um expressivo 3 a 1 e colocou dois representantes no time do FI, assim como Tupi, Botafogo-SP, Ypiranga e Cuiabá.

Simão (Operário-PR);

Geovane (Globo), Gilberto (Botafogo-SP), Ednei (Cuiabá) e Magalhães (Tupi);

Alê (Cuiabá), Jean Deretti (Ypiranga) e Wallace Pernambucano (Náutico)

Romarinho (Globo), Hélio Paraíba (Ypiranga) e Patrick (Tupi).

Técnico: Léo Condé (Botafogo-SP)

Com domínio de times que venceram, Seleção FI da 10ª rodada da Série C vem no 4-3-3
Com domínio de times que venceram, Seleção FI da 10ª rodada da Série C vem no 4-3-3
_________________________________________________________________________________________

Goleiro: Simão (Operário-PR)
O Operário sofreu bastante no primeiro tempo diante do Volta Redonda e teve que contar com uma boa atuação de goleiro. Ele fez defesas importantes para deixar o zero no placar e deu tranquilidade para o time conquistar a vitória na segunda etapa.

Lateral-direito: Geovane (Globo)
Participou bem de jogo e se destacou logo nos minutos iniciais, quando deu um lindo passe longo, do meio de campo, para Max abrir o placar em duelo que terminou em vitória por 3 a 1 sobre o rival potiguar ABC.

Zagueiro: Gilberto (Botafogo-SP)
Ganhou uma oportunidade na vaga de Carlos Henrique e não decepcionou. Fez uma boa dupla com Plínio e foi essencial para anular o jogo aéreo do Bragantino, que ficou com poucos recursos para criar.

Zagueiro: Ednei (Cuiabá)
Em um jogo tenso, de muitas faltas e cartões, mostrou bastante equilíbrio e deu tranquilidade ao setor defensivo do Dourado. Com uma atuação muito segura, foi importante para a vitória por 3 a 1 sobre o Luverdense.

Lateral-esquerdo: Magalhães (Tupi)
Bastante voluntarioso, mostrou toda a sua vontade na hora da marcação, e mesmo quando errou, teve a capacidade de corrigir rápido. Também se apresentou ao ataque com qualidade e criou algumas oportunidades.

Volante: Alê (Cuiabá)
Dedicou-se muito a marcação e roubou uma série de bolas no meio de campo, dominando o setor, com qualidade também na saída de bola. Para coroar a boa atuação, ainda fez um golaço.

Meia: Jean Deretti (Ypiranga)
Mostrou qualidade no passe e fez a bola rodar no Colosso da Lagoa, envolvendo o time do Joinvillle. Foi ele quem fez o cruzamento para Hélio Paraíba marcar o primeiro gol do Canarinho, em partida que terminou com uma vitória por 2 a 0.

Meia: Wallace Pernambucano (Náutico)
Sem dúvidas um dos principais responsáveis por levar o Náutico a segunda vitória seguida para colar no G4 do Grupo A da Série C, foi o meia Wallace Pernambucano. Apesar de ter entrado apenas no intervalo do clássico diante do Santa Cruz, o jogador saiu do banco de reservas para marcar o único gol do jogo. No segundo tempo, ele aproveitou a falha da zaga adversária para marcar o único gol do jogo.

Atacante: Romarinho (Globo)
Comandou as jogadas ofensivas do Globo, com muita mobilidade dentro de campo. Converteu um pênalti para marcar o segundo gol da Águia e participou da jogada que originou o terceira e último gol do jogo, marcado por Rodolfo

Atacante: Hélio Paraíba (Ypiranga)
A estreia com a camisa do Canarinho teve altos e baixos, mas o lado bom anulou o ruim. Apesar de ter perdido um pênalti, Hélio Paraíba foi o autor do primeiro gol e fez a jogada que originou o gol contra de André Baumer.

Atacante: Patrick (Tupi)
O jogo contra o Tombense. caminhava para um empate sem gols, mas Patrick mostrou oportunismo e marcou o gol da vitória aos 44 minutos. Com isso, balançou a rede pela terceira partida seguida. Agora, são cinco gols em três jogos, já que marcou duas vezes em cada um dos dois últimos jogos.

Técnico: Léo Condé (Botafogo-SP)
Foi preciso na leitura do jogo e mexeu bem no time para manter a vitória por 2 a 0 sobre o Bragantino. Conhecedor do trabalho do técnico Marcelo Veiga, conseguiu anular as principais armas ofensivas do adversário.