Com meio de campo criativo, Seleção FI da Série C é dominada pelo Tupi

O técnico escolhido para comandar a equipe foi Léo Condé, do Botafogo-SP

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) - A nona rodada da Série C do Campeonato Brasileiro encerrou o primeiro turno nesta segunda-feira e mais uma vez o Portal Futebol Interior contou com o auxílio da imprensa de todo o país para escalar a Seleção da Rodada. Nesta edição, o time com mias representantes é o Tupi, que emplacou três nomes. Depois, vem o Botafogo-SP, com dois.

Destaque também para o setor de criação do meio de campo, com Clayton, que fez um gol e deu uma assistência pelo Operário, e Eduardo, que fez um gol e deu duas assistências pelo Atlético Acreano.

Confira a seleção da nona rodada da Série C:

Alex Alves (Bragantino);

Carlinhos (Juazeirense), Rodolfo (Confiança), Sidimar (Tupi) e Magalhães (Tupi);

Yuri (Botafogo-SP), Cleyton (Operário-PR), Eduardo (Atlético Acreano) e Breno (Joinville)

Patrick (Tupi) e Wallace Pernambucano (Náutico).

Técnico: Léo Condé (Botafogo-SP)

Patrick, ao centro, está na seleção FI - Reprodução/Tupi
Patrick, ao centro, está na seleção FI

Confira a Seleção FI da Série C da nona rodada:

Goleiro: Alex Alves (Bragantino)
Depois de abrir o placar na Arena Pantanal, o Bragantino teve que segurar a pressão do anfitrião Cuiabá e conseguiu segurar a vitória por 1 a 0. Muito disso por conta de uma grande atuação do goleiro Alex Alves, que fez defesas importantes para garantir o resultado positivo.

Lateral-direito: Carlinhos (Juazeirense)
Muito presente no campo de ataque, criou ao menos três jogadas de perigo após cruzamentos na área do adversário. Em um deles, viu Tardelli aproveitar a bola e mandar para o fundo de rede. Foi a terceira assistência do lateral em nove jogos na Série C.

Zagueiro: Rodolfo (Confiança)
Jogando fora de casa, o Confiança teve que lidar com um Globo bastante ofensivo e teve sucesso na missão defensiva. Rodolfo teve uma atuação muito segura ao lado de Gabriel e não deu muitas chances ao adversário. Além disso, fez o único gol do Confiança no jogo, que terminou empatado por 1 a 1.

Zagueiro: Sidimar (Tupi)
Sempre bem posicionado, desarmou com tranquilidade por cima e por baixo. A atuação sólida do zagueiro fez com que o Tupi não passasse por grandes sustos no campo de defesa. Ele ainda foi premiado marcando terceiro gol do Galo Carijó.

Lateral-esquerdo: Magalhães (Tupi)
Fez uma partida consciente na defesa e participou bem das jogadas de ataque. Foi dos pés deles que saiu o segundo gol alvinegro, marcado por Patrick. Com a boa atuação, ajudou o Galo a golear o Ypiranga por 4 a 1 e confirmar a reação na competição.

Volante: Yuri (Botafogo-SP)
Foi o dono do meio de campo, com precisão na marcação e qualidade na saída de bola. Na contenção, fez desarmes importante para conter ataques do adversário e deu tranqüilidade para que o Pantera construísse uma vitória por 1 a 0 sobre o Tombense.

Meia: Cleyton (Operário Ferroviário)
Foi uma das principais armas ofensivas do Operário Ferroviário na virada por 3 a 2 sobre o Luverdense. Deu a assistência para Juan Sosa marcar o gol de empate quando o adversário vencia por 1 a 0 e marcou o gol da vitória quando jogo estava empatado por 2 a 2.

Meia: Eduardo (Atlético Acreano)
A vitória por 3 a 0 sobre o ABC não pareceu um confronto direto de dois times dentro do G4. A superioridade do Atlético Acreano foi incontestável, muito por conta da atuação de Eduardo, que comandou a vitória. Além de criar uma série de jogadas de perigo, participou dos três gols atleticanos, com duas assistências e um gol.

Meio-campo: Breno (Joinville)
Sem dúvidas um dos grandes responsáveis por ter colocado o Joinville de volta aos caminhos das vitórias, após sete rodadas sem um resultado positivo, foi o meia-atacante Breno. Além de ser muito eficaz na criação de jogadas e na armação, o atleta fez o único gol do jogo diante do Volta Redonda. Logo no primeiro tempo, Breno arriscou de longe e fez um bonito gol. Além disso, nos acréscimos da segunda etapa, o meia chutou uma bola de três dedos que explodiu no travessão.

Atacante: Patrick (Tupi)
Talvez seja o jogador com mais estrela desta Série C. Depois de fazer dois gols na derrota por 3 a 2 para o Volta Redonda, na rodada passada, repetiu a dose com mais dois diante do Ypiranga, mas dessa vez comemorando uma goleada por 4 a 1. Esta foi a terceira vez no ano em que o atacante fez dois gols em uma só partida.

Atacante: Wallace Pernambucano (Náutico)
Entrou no segundo tempo e mudou a cara do Náutico na vitória por 3 a 2 sobre o Remo. Ele deu o chute que terminou no gol de Jhonantan, após rebote do goleiro Vinícius, e sofreu o pênalti convertido por ele mesmo para marcar o terceiro gol alvirrubro.

Técnico: Léo Condé (Botafogo-SP)
No primeiro jogo após os titulares Jheimy, Guilherme Garré e Everton Heleno serem dispensados por indisciplina, Léo Condé mostrou que não perdeu o vestiário. Ele soube lidar bem com o momento de turbulência, fez as alterações necessárias no time e passou confiança ao elenco. Resultado, vitória por 1 a 0 em confronto direto com o Tombense e fim do primeiro turno na liderança do Grupo A.

Léo Condé foi o escolhido para comandar a Seleção FI
Léo Condé foi o escolhido para comandar a Seleção FI
 
 
" />