Seleção FI do Paulistão tem general da fiel, pit bull alviverde e ataque decisivo

Balbuena e Felipe Melo foram alguns dos destaques da quarta rodada da primeira divisão estadual

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 29 (AFI) - A quarta rodada do Paulistão terminou nesta segunda-feira, com atuações de destaques pelos lados de Corinthians e Palmeiras. Por isso, os dois times aparecem com dois representantes cada em mais uma Seleção FI.

O Timão emplacou Balbuena e Jadson, após uma importante vitória por 2 a 1 no clássico contra o São Paulo. O Verdão venceu o Bragantino por 2 a 0, com grandes atuações de Felipe Melo e Michel Bastos. O Santos, apesar de não ter feito grande partida, também tem dois jogadores. No caso, nomes que destoaram do resto do time: Vanderlei e Rodrygo.

Confira a seleção da quarta rodada:

Vanderley (Santos);

NIninho (Red Bull), Jesiel (Mirassol), Balbuena (Corinthians) e Michel Bastos (Palmeiras);

Felipe Melo (Palmeiras), Marciel (Ponte Preta) e Jadson (Corinthians)

Bruno Moraes (Botafogo), Francis (Novorizontino) e Rodrygo (Santos).

Técnico: Eduardo Baptista (Ponte Preta)

___________________________________________________________________________________________________

Goleiro: Vanderlei (Santos)
Tudo bem que Rodrygo foi o autor do gol que garantiu o empate ao Santos nos minutos finais, mas o placar só estava 1 a 0 para o Ituano devido a uma grande atuação de Vanderlei. O goleiro fez pelo menos duas bonitas e ainda atrapalhou Ronaldo quando o atacante rubronegro invadiu a área sozinho

Lateral-direito: Nininho (Red Bull)
Se movimentou bem e apoiou o ataque com bastante intensidade, apesar de ter cometido alguns erros na hora de cruzamentos. No entanto, em um deles mudou a história da partida. Ele cobrou um escanteio com muita categoria e colocou a bola na cabeça de Edmílson, que marcou o gol da vitória do Toro Loko sobre o Linense, aos 44 minutos do segundo tempo.

Zagueiro: Jesiel (Mirassol)
Com um desempenho seguro e importante para o sistema defensivo montado pelo técnico Moisés Egert. Mas eles se destacou mesmo foi no campo de defesa do adversário. Aos 42 minutos do segundo tempo, ele apareceu na área para fazer, de cabeça, o gol de empate do Mirassol diante do Santo André.

Zagueiro: Balbuena (Corinthians)
A fase do paraguaio é muito boa. Com a faixa de capitão na vitória por 2 a 1 contra o São Paulo, Balbuena liderou a defesa corintiana em todos os momentos necessários. Ganhou por cima e por baixo, sempre com muita lealdade. Em um dos lances de mais destaque, tirou uma bola açucarada dos pés de Brenner, dentro da pequena área. Além de tudo, ainda fez o gol da vitória corintiana.

Lateral-esquerdo: Michel Bastos (Palmeiras)
Michel Bastos foi testado pela primeira vez por Roger Machado e deu logo de cara uma dor de cabeça boa para o treinador. Jogando de lateral, mostrou aquele mesmo futebol passado e foi essencial na vitória do Palmeiras, por 2 a 0, para cima do Bragantino. Foi dele a assistência para o gol de Keno.

Volante: Felipe Melo (Palmeiras)
Aparentemente mais tranquilo e disposto a deixar as polêmicas de lado, Felipe Melo vem chamando atenção não por suas declarações, mas pelo bom futebol que tem exibido com a camisa alviverde. Além da usual entrega dentro de campo, ele contribuiu com um lindo lançamento para o gol de Dudu, na vitória por 2 a 0 sobre o Bragantino.

Volante: Marciel (Ponte Preta)
Sem dúvidas é uma das principais contratações da Ponte Preta para a temporada 2018 e já se firmou como titular absoluto no time de Eduardo Baptista, mesmo ainda não estando em sua melhor condição física. Tem boa qualidade na saída de bola e também sabe aproveitar a estatura, tanto que marcou o gol da vitória alvinegra sobre o São Bento, em Sorocaba.

Meia: Jadson (Corinthians)
Depois de um 2017 de altos e baixos, mesmo com o título brasileiro, Jadson começou 2018 com tudo. Na maior prova até o momento, um clássico contra o São Paulo, ele mostrou poder de decisão marcando o primeiro gol do Corinthians e comandou o meio de campo alvinegro com muita inteligência com a bola nos pés.

Atacante: Francis (Novorizontino)
Esse tem estrela. Jogador foi chamado para entrar no jogo pelo técnico Doriva por volta dos 25 minutos do segundo tempo e ficou apenas aguardando a oportunidade de brilhar. A chance apareceu aos 44 minutos e ele mostrou muito oportunismo para marcar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Sao Caetano.

Eduardo Baptista tem desafio no comando da Ponte Preta. (Foto: PontePress)
Eduardo Baptista tem desafio no comando da Ponte Preta. (Foto: PontePress)
Atacante: Rodrygo (Santos)
Com apenas 17 anos, o jovem santista tem sido decisivo para o peixe neste início de Paulistão. Após marcar o gol da vitória sobre a Ponte Preta, na rodada passada, ele minimizou o stress da torcida no que poderia ter sido uma derrota no Pacaembu. Quando o time perdia por 1 a 0, aos 45 minutos do segundo, Rodrygo - que saiu do banco aos 22 - mandou para o fundo da rede.

Atacante: Bruno Moraes (Botafogo)
Bruno Moraes foi ovacionado pelos torcedores do Botafogo presentes na Arena da Fonte Nova. O atacante fez um dos gols na vitória, por 2 a 1, para cima da Ferroviária, criou as principais jogadas de ataque do time e ganhou até mesmo uma música em seu nome. Olho nele.

Técnico: Eduardo Baptista (Ponte Preta)
Com um elenco jovem em mãos, Eduardo Baptista sabe que a pode ser que a Ponte Preta demore a embalar nesse processo de reformulação. Em um início de campeonato oscilante, conseguiu fazer o time derrubar a invencibilidade do São Bento, na casa do adversário, resultado que dá confiança para a sequência do Paulistão.

 
 
" />