Seleção FI do Brasileirão com promessas e muita experiência

O escolhido para comandar a equipe foi Marcelo Grohe, que vem jogando o fino da bola no Grêmio

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 09 (AFI) - A 33ª rodada terminou com o Corinthians virtualmente campeão. O Timão se isolou na ponta, já que Santos e Palmeiras perderam, respectivamente, para Vasco da Gama e Vitória. O Grêmio virou vice-líder novamente, mas a preocupação do time é na Libertadores da América.

Com isso, a Seleção Fi é formado pelos destaques da rodada. Marcelo Grohe vem abrindo passagem por uma vaga na seleção brasileira, enquanto Balbuena se transformou no xerife do Corinthians. As novidades ficam por conta das promessas Lucas Paquetá, do Flamengo, e Evander, do Vasco.

O técnico escolhido foi Zé Ricardo, que vem realizando um grande trabalho no Vasco. O treinador tem dado chances aos jogadores de base e ainda colocou o time na briga por uma vaga na Libertadores de 2018.

Confira a Seleção FI da 33ª rodada:

_____________________________________________________________________________________

 Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Goleiro: Marcelo Grohe (Grêmio)

Por azar da Ponte Preta ele foi o único titular escolhido para o jogo em Campinas na última quarta-feira. No final ele fez a diferença, porque a Macaca, mesmo com um jogador a menos (Fernando Bob foi expulso aos 17 minutos), foi valente, mostrou garra e fez muita pressão. Criou muitas chances e só não balançou as redes por causa das grandes defesas do goleiro gremista, que vive ótimo momento. Ele fez, pelo menos, cinco defesas em lances claros de gols. Só uma vez foi superado, quando o zagueiro Brassan apareceu, quase em cima da linha, para aliviar.

____________________________________________________________________________________

Lateral-Direito: Marcos Rocha (Atlético-MG)
Em jogo complicado contra o lanterna Atlético-GO, Marcos Rocha foi um dos destaques do Galo. Além de roubar bolas na defesa e ser fundamental na saída de bola, o jogador ainda deu uma “assistência” bem ao seu estilo, arremessando a bola para a área com as mãos em cobrança de lateral que Luan completou de cabeça.

_____________________________________________________________________________________

Zagueiro: Balbuena (Corintrhians)
O zagueiro paraguaio foi seguro em mais uma vitória com a cara do Corinthians no Campeonato Brasileiro. O líder do campeonato se fechou e contou com boa partida de sua dupla de zaga e do goleiro Walter para não sofrer nenhum gol do Atlético-PR. Balbuena é um líder no Timão e peça fundamental na boa campanha dos comandados de Fábio Carille.

_____________________________________________________________________________________

Cesar Greco / Ag. Palmeiras

Zagueiro: Wallace Reis (Vitória)
Wallace Reis foi um monstro no triunfo do Vitória diante do Palmeiras por 3 a 1. O ataque de Alberto Valentim praticamente não ameaçou o goleiro Fernando Miguel, muito pela grande atuação da dupla defensiva do Leão. Wallace, inclusive, ganhou todas as dividas e não saíra tão facilmente da cabeça dos jogadores alviverdes.

_____________________________________________________________________________________

Lateral-esquerdo: Reinaldo (Chapecoense)
A "Lei do Ex" entrou em ação no Pacaembu na noite desta quinta-feira. Emprestado pelo São Paulo até dezembro, Reinaldo deu um cruzamento perfeito para Wellington Paulista abrir o placar e depois ampliou com uma cobrança forte de pênalti. O problema é que a Chapecoense não conseguiu segurar a vitória, mas pelo menos o lateral mostrou para Dorival Júnior que ele pode ser aproveitado no Tricolor em 2018.

_____________________________________________________________________________________

NELSON COSTA/DIVULGAÇÃO

Volante: Evander (Vasco):
Zé Ricardo teve um momento daqueles ao colocar Evander em campo no lugar de Jean. O garoto mudou a história do jogo. Escolhido pelo treinador para bater de longe, Evander já obrigou Vanderlei a fazer defesa difícil com um minuto em campo. Na terceira tentativa, o volante empatou o jogo para o Vasco, com um golaço. Não satisfeito, Evander roubou a bola e deu passe para Nenê sofrer a falta que resultou na virada. Com o Vasco em vantagem, o garoto ainda arriscou mais uma e acertou o travessão, quase fazendo o terceiro.

_____________________________________________________________________________________

Meia: Lucas Paquetá (Flamengo)
Deste vez pode atuar na sua verdadeira posição, mais recuado como meia, vindo de trás para as finalizações. E deu conta do recado, participando muito bem na vitória do rubro-negro sobre o sonolento Cruzeiro, por 2 a 0, no Luso-Brasileiro. Foi sempre o jogador mais ativo, participativo e decisivo. Ele ajeitou de cabeça para Éverton marcar o primeiro gol. Depois ‘deu o sangue’ tanto que acabou substituído exausto. É o Flamengo confirmando a história de ser um grande revelador de talentos.

_____________________________________________________________________________________

Meia: Yago (Vitória)
Yago foi um dos destaques do Vitória no triunfo contra o Palmeiras. O meia entortou a defesa alviverde de todas as maneiras e deixou o campo ovacionado após balançar as redes em duas oportunidades no Barradão. O Leão não vencia em sua casa tinha mais de três meses. Põe na conta do jogador.

_____________________________________________________________________________________

Meia: Luan (Atlético-MG)
O grande responsável pela vitória do Atlético-MG foi Luan. Quando entrou, no início do segundo tempo, seu time perdia por 2 a 1, mas ele colocou fogo no jogo, marcou o gol de empate e conduziu o Galo à virada. Saiu aclamado pela torcida novamente.

_____________________________________________________________________________________

Atacante: Everton (Flamengo)
Em um time com nomes badalados como os de Guerrero, Diego e Éverton Ribeiro, Everton tem encontrado seu espaço no time de Reinaldo Rueda e foi crucial na vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio, marcando o primeiro gol e dando assistência para Vinícius Júnior marcar o segundo.

_____________________________________________________________________________________

Atacante: Edigar Junio (Bahia)
O atacante mostrou seu faro de gol e foi decisivo novamente para o Bahia. Contra o Avaí, em plena Ressacada, Edigar Junio deixou sua marca duas vezes e garantiu a vitória de virada por 2 a 1 que afastou o time baiano da zona do rebaixamento e complicou o adversário.

_____________________________________________________________________________________

Técnico: Zé Ricardo (Vasco)
De repente dispensado pelo Flamengo se encaixou rapidamente no comando do cruzmaltino. Não só ressuscitou Nenê, como também revitalizou o time, dando uma nova dinâmica e o deixando mais competitivo. Não precisou também mudar a sua coragem em lançar garotos, afinal ele tem experiência em trabalho com garotos e sabe quando um ou outro está em condições de atuar entre os profissionais.

Quem agradece é o cartola Eurico Miranda, que acaba de ser reeleito, como presidente do Vascão. É bem verdade que existe uma urna ‘sub-judice’, mas ninguém deve tirar o cartolão de sua poltrona vip em São Januário, onde é costumeiramente é visto com seu fedorento charuto.