Seleção FI da Série B com dupla da elite e atacante 'hat trick'

O técnico escolhido para comandar a equipe foi Sidney Moraes, do Boa Esporte

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 12 (AFI) - A 35ª rodada definiu o primeiro time a conquistar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro e os três rebaixados na Série B. América-MG passou o Internacional na liderança e cravou seu retorno à elite. Por outro lado, ABC, Náutico e Santa Cruz não suportaram a pressão e acabaram caindo.

A Seleção FI da Série B vem formada com os destaques da rodada. A equipe vem no 5-2-3, com os zagueiros se revezando para compor o meio de campo. Norberto e Rafael Lima foram os destaques na vitória do Coelho por 2 a 1 diante do Figueirense. Já Rodolfo, do Boa Esporte, fez o famoso 'Hat-Trick'.

O técnico escolhido foi Sidney Moraes, que assumiu o Boa Esporte e tirou o time da zona de rebaixamento com uma vitória por 4 a 2 diante do Santa Cruz, que acabou caindo para a Série C.

Confira a Seleção FI da 35ª rodada da Série B:

_____________________________________________________________________________________

Goleiro: Marcelo Rangel (Goiás)
Se o Goiás saiu com um ponto do Estádio Serra Dourada, neste sábado, o goleiro tem grande responsabilidade nisto. Apesar da partida pouco interessada do Ceará, o goleiro apareceu bem nas vezes que foi exigido, principalmente, nos minutos finais quando o Vozão fez uma pequena blitz. Fez duas grandes defesas e saiu como um dos melhores em campo.

_____________________________________________________________________________________

Lateral-direito: Norberto (América-MG)
É difícil apontar destaques individuais nesse time do América-MG, que conseguiu o acesso graças ao futebol coletivo apresentado ao longo das partidas. Mas os laterais estão entre os principais responsáveis por essa boa campanha. No último sábado, contra o Figueirense, não foi diferente. Norberto deu o cruzamento para Rafael Lima abrir o placar e depois focou na marcação, liberando o lateral-esquerdo Giovanni, que fez o gol da vitória.

_____________________________________________________________________________________

Zagueiro: Leandro Amaro (Oeste)
em um jogo complicado, contra o Juventude no Alfredo Jaconi, o Oeste conseguiu segurar o empate sem gols graças a sua defesa, que segurou o ataque adversário. Leando Amaro segue como um dos líderes do sistema defensivo do Rubrão e foi impecável nas disputas pelo alto, evitando finalizações contra sua meta.

_____________________________________________________________________________________

Zagueiro: Rafael Lima (América-MG)
A experiência faz compensar a falta de velocidade com bom posicionamento e tempo de bola. No jogo que confirmou o acesso do América-MG à elite do Brasileirão, Rafael Lima abriu o placar logo no primeiro minuto com uma cabeçada no ângulo. Depois, contribuiu para a boa marcação do Coelho, principalmente no segundo tempo. Tem tudo para coroar seu bom campeonato com o título e, como capitão, será o responsável por erguer o troféu.

_____________________________________________________________________________________

Zagueiro: Diego Jussani (Guarani)
O Guarani não tem muito do que comemorar nesta Série B, mas o zagueiro cresceu de produção com a chegada de Lisca. Contra o CRB, neste sábado, o Bugre fez uma partida irregular, mas o zagueiro saiu como um dos melhores em quadra, garantindo a solidez defensiva para o que o time se lançasse ao ataque.

_____________________________________________________________________________________

Lateral-esquerdo: Romário (Ceará)
Não é a toa acertou sua transferência para o Santos no ano que vem. Foi um dos poucos jogadores lúcidos do Ceará durante os 90 minutos na partida deste sábado. Tem muita disposição defensiva e visão de jogo para tocar a bola no campo de ataque.

_____________________________________________________________________________________

Volante: Germano (Londrina)
Com muita experiência e líder dentro de campo, o volante fez uma partida de muita segurança e se portou com inteligência diante do desespero do Náutico, que acabou rebaixado. Ele foi peça essencial na defesa, principalmente na proteção das jogadas áreas e marcou o gol da vitória londrinense, em cobrança de pênalti nos acréscimos.

_____________________________________________________________________________________

Robson Mafra/Paraná
Meia: Renatinho (Paraná)
Renatinho vem sendo um dos grandes destaques do Paraná na boa campanha da Série B. Novamente, fez a diferença no triunfo por 2 a 0 diante do Luverdense. Ele criou as principais jogadas de gol da equipe e poderia ter deixado o seu, mas a bola bateu caprichosamente na trave. No entanto, merece destaque.

_____________________________________________________________________________________

Atacante: Dalberto (ABC)
Dalberto entrou no segundo tempo da partida contra o Criciúma e parecia que seria mais uma noite para ser esquecida. O atacante perdeu um pênalti, mas contou com a sorte já que Felipe Guedes pegou o rebote e marcou o gol para o ABC. No entanto, dali para frente, só deu Dalberto e ele foi o autor de dois gols para o Elefante, garantindo a vitória de virada por 3 a 1 sobre o Criciúma.

_____________________________________________________________________________________

Atacante: Cassiano (Brasil de Pelotas)
Finalmente desencantou com a camisa rubronegra. E fez logo dois gols de uma vez só. Mostrando muito oportunismo, Cassiano foi o grande nome da importante vitória sobre o Paysandu, por 3 a 2, em Belém, que praticamente garantiu o Brasil de Pelotas por mais uma temporada na Série B do Brasileiro.

_____________________________________________________________________________________

Atacante: Rodolfo (Boa Esporte)

O time ia mal das pernas – não vencia há oito rodadas - e junto com ele seu centroavante que também não balançava as redes há 10 rodadas. Mas de uma só vez ele deu conta do recado e marcou três gols, fazendo o hat-trick na vitória do time da ‘Terra do ET’ na goleada sobre o rebaixado Santa Cruz, por 4 a 2. O time mineiro ainda continua na briga contra o rebaixamento para a Série C, de onde veio ano passado como campeão – superou o Guarani na decisão.

_____________________________________________________________________________________

Técnico: Sidney Moraes
Uma ‘máxima’ no futebol é de que time que estreia técnico sempre vence. Na maioria das vezes isso funciona, pela simples troca, renovação de esperanças e motivação redobrada. Às vezes a crise é tão grande ou o adversário tão forte, que a coisa não funciona. Mas Sidney Moraes mostrou ser pé quente ao dar moral ao Boa Esporte, que goleou o Santa Cruz e continua vivo dentro da Série B.