SELEÇÃO FI da Série B tem dupla de ataque de matadores dos clubes gaúchos

Lincom, do Brasil-RS e Tiago Marques, do Juventude, são os atacantes do time da 19ª rodada

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 07 (AFI) - O primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série B chegou ao fim. Foram jogos emocionantes, polêmicas, trocas de treinadores, mas como em anos anteriores, muito vai e vem na classificação. A 19ª rodada não foi diferente, com times buscando resultados inesperados e outros vacilando dentro de casa.

A Seleção Futebol Interior da Série B reflete justamente essas mudanças. O ataque é formado por uma dupla de centroavantes de times gaúchos. Tiago Marques, do Juventude, vem fazendo um gol atrás do outro e Lincom, aos poucos, vai se entrosando com o restante do elenco do Brasil-RS.

No comando está o treinador Marcelo Chamusca. Vice-campeão da Série C do ano passado com o Guarani, o técnico aceitou o desafio de substituir Givanildo de Oliveira no Ceará depois de um trabalho mediano no Paysandu e embalou com três vitórias consecutivas.

Confira a SELEÇÃO FI da 19ª rodada da SÉRIE B:

_________________________________________________________________________________

Goleiro:Marcelo Pitol (Brasil-RS)
O experiente goleiro ganhou a posição de Eduardo Martini e vem fazendo valer a confiança de Clemer. Contra o Criciúma, foi decisivo, com defesas importantes que seguraram o ímpeto do adversário. Não fosse Marcelo Pitol, o Xavante não traria três importantes pontos do interior de Santa Catarina.

_________________________________________________________________________________

Lateral-direito: Pio (Ceará)
A presença de Pio pelo lado direito do ataque cearense foi constante. Ele de muito trabalho para a defesa do ABC com jogadas de velocidade e cruzamentos. Também levou muito nas jogadas de bola parada, seja nas cobranças de falta ou de escanteio.

_________________________________________________________________________________

Zagueiro: Douglas Assis (Boa Esporte)
O zagueiro voltou a ter uma oportunidade como titular do time de Nedo Xavier e não desperdiçou a chance. Além de fazer o primeiro gol do Boa Esporte, também mostrou segurança na linha defensiva e defendeu a liderança do clube com a ausência de Júlio Santos, que estava suspenso.

_________________________________________________________________________________

Zagueiro: Joílson (Oeste)
O Rubrão viajou para Goiânia na última sexta-feira com o objetivo de se defender e voltar para casa pelo menos com um empate. Mas conseguiu muito mais. A defesa se comportou bem e não foi vazada pelo Goiás. Além disso, Joilson apareceu na frente e deu passe para Raphael Luz garantir a vitória por 2 a 0.

_________________________________________________________________________________

Lateral-esquerdo:Gastón Filgueira (Vila Nova)
O uruguaio retornou de suspensão e mostrou porque fez tanta falta na partida anterior. Dominou o lado esquerdo do campo, evitando as subidas ao ataque do Londrina e, de quebra, foi decisivo no segundo tempo, salvando um gol quando o goleiro do Vila Nova já estava batido no lance.

_________________________________________________________________________________

Volante: Rodrigo Dourado (Internacional)
A revelação do Internacional não vem tendo as mesmas atuações de dois anos atrás, mas ainda faz a diferença no meio-campo. Contra o Guarani foi perfeito. Parou as principais jogadas ofensivas do adversário, marcando Fumagalli sempre de perto e dificultando a trajetória do passe. Foi impecável.

_________________________________________________________________________________

Meia: Bruno Mota (Náutico)
Apesar da característica mais ofensiva, Bruno Mota se mostrou muito solidário aos companheiros da defesa com uma grande atuação na área de contenção do meio de campo. Além disso, cumpriu perfeitamente a função de criação, criando jogadas de muito perigo com passes precisos e chutes de fora da área. Foi substituído nos minutos finais e saiu aplaudido pela torcida, aliviada pela vitória por 1 a 0 sobre o Luverdense, resultado que encerrou um jejum de quatro meses sem vitória em casa.

_________________________________________________________________________________

Meia: Chico (CRB)
O grande nome da vitória do CRB sobre o América-RN foi o meia Chico. O jogo estava equilibrado até os 37 minutos, quando o jogador resolver decidir a partida sozinho e, e dois minutos, marcou dois lindos gols para garantir o resultado. No primeiro ele teve de se contorcer para conseguiu completar cruzamento de cabeça de forma indefensável e, no segundo, passou por dois adversários antes de tocar na saía do goleiro, mesmo sem ângulo.

_________________________________________________________________________________

Atacante: Lincom (Brasil-RS)
Mesmo já com 33 anos, Lincom continua sendo um centroavante muito perigoso. Depois de escrever história no Bragantino e chegar ao Corinthians, teve uma queda em sua carreira, mas aos poucos vai reencontrando o seu espaço no Brasil-RS. Contra o Criciúma, foi determinante no resultado, fazendo o primeiro gol do Xavante na derrota por 2 a 1.

_________________________________________________________________________________

Atacante: Arthur (Ceará)
Prata da casa do Ceará, Arthur mostrou mais uma vez que tem muito poder de decisão. Ele entrou no jogo aos 22 minutos de segundo tempo e nove minutos depois fez o único gol cearense na vitória por 1 a 0 sobre o ABC. Sua velocidade chama a atenção, bem como o poderio de recomposição tática, auxiliando na marcação.

_________________________________________________________________________________

Atacante: Tiago Marques (Juventude)
Vice-artilheiro da Série B, o centroavante do Juventude chegou a dez gols anotados na competição com os dois que marcou contra o Santa Cruz. Não fosse ele, o time jaconeiro dificilmente conseguiria encerrar o jejum de seis jogos sem vitórias e voltar a brigar pelas primeiras posições da classificação.

_________________________________________________________________________________

Técnico: Marcelo Chamusca (Ceará)
O Ceará conquistou, diante do ABC, a terceira vitória consecutiva na Série B e, de quebra, terminou o primeiro turno na zona de acesso. O trabalho de Marcelo Chamusca, que no ano passado subiu o Guarani na Série C, começa a dar resultado e após falhas no Paysandu, se deu bem mudando de clube.

Contra o time potiguar, Chamusca precisou gritar muito do banco de reservas, mas no final saiu feliz, com uma importante vitória fora de casa.