Técnico estudioso e atacantes matadores formam a SELEÇÃO FI do Brasileirão

Milton Mendes merece elogios por tirar leite de pedra com o elenco limitado e barato do Vasco

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) - A 13ª rodada do Campeonato Brasileiro mais uma vez foi especial para o Corinthians. O Timão venceu o clássico contra o Palmeiras e se manteve invicto na competição, com recorde de pontos e na liderança. Também houve domínio dos visitantes. Apenas o Sport, que derrotou a Chapecoense por 3 a 0, venceu em casa.

Por tudo o que aconteceu, a Seleção Futebol Interior do Brasileirão traz muitos jogadores que atuaram fora de casa. O time é formado por três atacantes, um goleiro de nível da Seleção Brasileira e dois zagueiros seguros.

No comando, o estudioso Milton Mendes, que tira leite de pedra no Vasco e já merece elogios da imprensa e dos torcedores.

Confira a Seleção FI do Brasileirão da 13ª rodada:

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Goleiro: Vanderlei (Santos)
A fase do goleiro santista é monstruosa. Não há dúvidas de que Vanderlei foi o grande nome do jogo e está merecendo a tão comentada convocação para a seleção brasileira. A atuação foi muito além do pênalti defendido no primeiro tempo. Ele fechou o gol o jogo inteiro e fez muitas defesas importantes para segurar a pressão do Atlético-MG

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Lateral-direito: Daniel Guedes (Santos)
Com a responsabilidade de substituir Victor Ferraz, Daniel Guedes foi decisivo para que o Santos vencesse o Atlético-MG, em pleno Independência. Cheio de disposição e com o pé calibrado, marcou um belo gol de falta aos 48 minutos do segundo tempo para decretar a vitória santista.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Zagueiro: Gilvan (Atlético-GO)
Fez sua estreia nesta quinta-feira e, apesar do São Paulo ter marcado dois gols, teve uma boa atuação. Não deu espaços para o argentino Lucas Pratto, que quase não apareceu no jogo. Ele só balançou as redes no rebote da falta cobrada por Cueva, justamente quando Gilvan estava na barreira. Mostrou que pode arrumar o sistema defensivo rubronegro ao lado do experiente Roger Carvalho.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Zagueiro: Pedro Geromel (Grêmio)
A dupla de zaga do Grêmio tem se mostrado uma das mais seguras do futebol brasileiro e, nesta rodada, Geromel e Kannemann passaram no teste novamente. Com grande atuação do camisa 3, o time gaúcho segurou o Flamengo em plena Ilha do Urubu, foi o primeiro time a voltar da nova casa rubro-negra sem tomar gols e, de quebra, ainda garantiu a segunda colocação do Campeonato Brasileiro com a importante vitória por 1 a 0.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Lateral-esquerdo: Guilherme Arana (Corinthians)
O lado esquerdo do Corinthians deu uma boa dor de cabeça ao Palmeiras. Com ajuda de Romero, deslocado para marcar Roger Guedes, Guilherme Arana teve mais liberdade para subir ao ataque e fez o que quis em cima da defesa rival. Foi ele quem sofreu o pênalti de Bruno Henrique. Se isso não bastante, deu números finais ao duelo após bela assistência do paraguaio.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Volante: Lucas Romero (Cruzeiro)
O argentino é conhecido por sua aplicação na marcação, mas mostrou nesta rodada que também pode ser perigoso quando se aventura ao ataque. Com um lindo chute, o volante superou o goleiro Weverton e abriu o caminho para a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-PR em plena Arena da Baixada.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Volante: Renê Júnior (Bahia)
A famosa "Lei do Ex" atacou novamente. Contra a Ponte Preta, o volante Renê Júnior teve grande exibição e além de controlar o meio de campo, apareceu de surpresa na área para finalizar e marcar o terceiro gol da vitória por 3 a 0 em pleno Moisés Lucarelli.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Meia: Guilherme Costa (Vasco)
Ele saiu do banco de reservas e fez a diferença para que o Vasco conquistasse uma goleada por 4 a 1 sobre o Vitória. Guilherme Costa, que antes havia jogado apenas um jogo no Brasileirão, mostrou que merece mais chances no time. Além de dar o passe para o gol da vitória vascaína, ainda marcou o quarto gol para decretar a goleada.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Atacante: Rildo (Coritiba)
O ex-atacante da Ponte Preta e do Corinthians encontrou o seu melhor futebol no Coritiba. Se não tem mais a mesma velocidade de anos anteriores, compensa com inteligência e boa colocação. Foi assim diante do Avaí. O atacante aproveitou as duas oportunidades que teve para fazer dois gols.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Atacante: André (Sport)
Era o dia de Diego Souza, que enfim completou sete jogos no Brasileirão com a camisa do Sport, mas quem roubou a cena foi André. Mostrando muita vontade e técnica, o camisa 90 foi decisivo, fazendo dois gols muito parecidos. Nas duas oportunidades, chutou rasteiro e de primeira, sem chances de de defesa.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Atacante: Rodrigão (Bahia)
Em sua estreia como titular, o ex-atacante do Santos mostrou que pode ser o centroavante ideal para o Bahia. Contra a Ponte Preta, Rodrigão aproveitou as duas chances que teve e balançou as redes defendidas por Aranha. O atacante só não infernizou ainda mais a defesa adversária porque deixou o jogo ao sair machucado no lance do segundo gol.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Técnico: Milton Mendes (Vasco)
O Vasco reencontrou a vitória graças a confiança de Milton Mendes no seu elenco. Durante o segundo tempo, ele fez substituições decisivas. Apostou na entrada dos pratas da casa Paulinho, que participou de um do gols, e Paulo Vitor, que balançou a rede. Guilherme Costa também entrou no segundo tempo e fez uma grande partida, com gol e assistência.

aaa