Seleção FI do Brasileirão com defesa goleadora, gringos da Raposa e Don Fredon

Paulo César Carpegiani, do Coritiba, foi ecolhido para comandar a equipe da 23ª rodada

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 08 (AFI) - O G4 do Campeonato Brasileiro está ganhando forma. O Palmeiras segue firme na liderança, enquanto Flamengo e Atlético-MG não o deixam sobrar. O Corinthians, mesmo não vivendo seu melhor momento, não se desgarrou do trio e continua com chances de título. O Santos, que perdeu para o Internacional, vê o sonho da Libertadores mais longe.

Ao fim da 23ª rodada, o Portal Futebol Interior definiu a seleção do Brasileirão, que conta com uma linha defensiva que gosta de colocar a bola no fundo das redes e com dois gringos que vem dando o que falar na arrancada do Cruzeiro para deixar a zona de rebaixamento.

Fred comandou o triunfo do Atlético-MG contra Vitória
Fred comandou o triunfo do Atlético-MG contra Vitória

O técnico escolhido para comandar a seleção é Paulo César Carpegiani, que deu um verdadeiro nó tático em Roger Machado e viu o Coritiba golear o Grêmio, candidato a uma vaga na Libertadores, por sonoros 4 a 0, após fazer um primeiro tempo perfeito.

Confira a Seleção FI do Brasileirão da 23ª rodada:

Gatito Fernández (Figueirense);

Wallissom Maia (Coritiba), Vitor Hugo (Palmeiras), Vilson (Corinthians) e Juan (Coritiba);

João Paulo (Santa Cruz), Marlone (Corinthians) e Arrascaeta (Cruzeiro);

Aylon (Internacional), Fred (Atlético-MG) e Ábila (Cruzeiro)

Técnico - Paulo César Carpegiani (Coritiba)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Goleiro: Gatito Fernández (Figueirense)
Gatito Fernández teve atuação fundamental na vitória do Figueirense diante do Atlético-PR por 1 a 0 nesta quarta-feira. O goleiro fez ao menos duas importantes defesas, uma na cabeçada à queima-roupa de Marcão. Vem sendo o grande responsável por deixar o Alvinegro com chances de deixar a zona de rebaixamento.

Lateral-direita: Wallisson Maia (Coritiba)
Mesmo improvisado na lateral-direita, o zagueiro Wallisson Maia voou em campo e foi um dos destaques do Coritiba na goleada por 4 a 0 sobre o Grêmio. Além de ter incendiado o lado direito e dado bastante trabalho a zaga adversária com cruzamentos na área, fez seu primeiro gol com a camisa do Coxa. Foi o lateral quem abriu caminho para a goleada, aproveitando um cruzamento na área e deixando o seu de cabeça.

Vitor Hugo girou a cambalhota na vitória do Palmeiras - Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Vitor Hugo girou a cambalhota na vitória do Palmeiras

Zagueiro: Vitor Hugo (Palmeiras)
No duro clássico contra o São Paulo, foram os zagueiros que brilharam na vitória do Palmeiras por 2 a 1. Vitor Hugo foi decisivo ao marcar o gol da virada que deixou o Verdão com três pontos de vantagem na liderança do Brasileiro perante ao Flamengo. O defensor pouco deu espaço para os atacantes do adversário, que marcou em sua única tentativa mais áspera durante os 90 minutos.

Zagueiro: Vilson (Corinthians)
Vilson não vem tendo muitas oportunidades como titular do Corinthians, mas quando joga costuma dar conta do recado. Nesta quinta-feira não foi diferente. O zagueiro foi seguro na defesa e ainda marcou o seu gol na vitória por 3 a 0 sobre o Sport em Itaquera.

Lateral-esquerdo: Juan (Coritiba)
Sob a batuta do veterano Juan, o Coritiba fez um primeiro tempo perfeito diante do Grêmio e foi logo vencendo por sonoros 4 a 0. O lateral, que voltou para sua posição de origem, teve participação efetiva na goleada. Deu as duas primeiras assistências para gols de Wallisson Maia e Leandro e ainda ajudou a marcação com muitas roubadas de bola. Transformou o lado esquerdo do Coxa numa verdadeira válvula de escape. Completou 50 jogos com a camisa do time paranaense.

Juan foi o destaque do Coritiba diante do Grêmio
Juan foi o destaque do Coritiba diante do Grêmio

Meia: João Paulo (Santa Cruz)
A zica insiste em não deixar o Santa Cruz. Mesmo quando joga bem, as coisas dão erradas. O Coral foi castigado com o gol de empate da Chapecoense, por 2 a 2, nos minutos finais, o que não estraga a boa partida de João Paulo. O meia lutou, deu um passe para gol e ainda ajudou muito na marcação do meio de campo. O dia só não foi perfeito, pois a equipe continua na zona de rebaixamento.

Meia: Marlone (Corinthians)
Apesar de não ter feito um bom primeiro tempo, assim como toda a equipe do Corinthians. O meia cresceu muito de produção na segunda etapa e participou de dois dos três gols da vitória por 3 a 0 sobre o Sport. Primeiro Marlone serviu Rodriguinho com um cruzamento certeiro e na sequência, deixou Léo Príncipe na cara do gol.

Meia: Arrascaeta (Cruzeiro)
O meia uruguaio tomou conta do time do Cruzeiro. Nessa quinta-feira, como já vinha sendo nas últimas partidas, todas as jogadas de perigo da Raposa passaram pelos pés de Arrascaeta. Além de marcar o primeiro gol do jogo, ele participou da jogada do gol de Ábila e saiu como melhor homem em campo mais uma vez.

Aylon foi o destaque do Internacional contra Santos
Aylon foi o destaque do Internacional contra Santos

Aylon (Internacional)
Além de marcar o gol da vitória do Internacional diante do Santos, que quebrou um jejum de 84 partidas da equipe colorada sem vencer no Brasileirão, Aylon evitou o gol de empate do Peixe aos 45 minutos do segundo tempo ao tirar a bola em cima da linha. O atacante infernizou a defesa da equipe santista, e merece destaque.

Atacante: Fred (Atlético-MG)
O Fred vai te pegar! O atacante ficou marcado por esse refrão no Fluminense e parece estar conquistando também os torcedores do Atlético-MG. Foi essencial no triunfo, por 2 a 1, diante do Vitória. Além de ter feito os dois gols que deixam o Galo brigando pelo título brasileiro, colocou duas bolas na trave. Vem sendo a referência da equipe e tem feito a diferença.

Atacante: Ábila (Cruzeiro)
O faro de gol de Ábila é impressionante. O argentino balançou as redes pela sétima partida consecutiva nesta rodada e chegou a nove gols em onze jogos com a camisa do Cruzeiro. Além de marcar o segundo gol da vitória sobre o América-MG por 2 a 0, ele recuperou a bola que resultou no gol de Arrascaeta na abertura do placar.

Técnico: Paulo César Carpegiani (Coritiba)
Sem dúvidas o maior responsável pela goleada do Coritiba sobre o Grêmio por 4 a 0, foi o técnico Paulo César Carpegiani. O comandante do Coxa deu um nó tático na equipe adversária e contou com um primeiro tempo avassalador de seu time para conquistar mais uma vitória a frente do time paranaense. Desde que chegou, Carpegiani não perdeu no Campeonato Brasileiro, são cinco partidas sem derrotas. Graças a isso, o Coxa se distanciou da zona de rebaixamento e hoje está no meio da tabela.
Carpegiani vem ajudando o Coritiba escapar do rebaixamento
Carpegiani vem ajudando o Coritiba escapar do rebaixamento
 
 
" />