Seleção brasileira feminina goleia de novo o Equador, desta vez por 8 a 0

Pia em 13 jogos tem uma derrota, quatro empates e nove vitórias. Foram 40 gols marcados e apenas 5 sofridos.

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 1 (AFI) - A seleção brasileira feminina aplicou mais uma sonora goleada de 8 a 0 em cima da seleção do Equador, em amistoso disputado nesta terça-feira à noite (1), no Morumbi. Na última sexta-feira (27), já tinha goleado a fraca adversária, no Neo Química Arena, por coincidência o placar do primeiro tempo nesta noite: 6 a 0.

Mesmo diante de tanta facilidade, o Brasil jamais deixou de ser intenso em campo. A diferença técnica também possibilitou, no segundo tempo, uma série de substituições, já planejadas pela técnica sueca Pia Sundhage. Ela tem dado chance principalmente às jogadoras jovens, que podem dar novo alento à seleção nas Olimpíadas de Tóquio.

Brasil mostra evolução tática com novas jogadoras
Brasil mostra evolução tática com novas jogadoras

NAS OLIMPÍADAS
O Brasil já está classificado para as Olimpíadas de 2021 por ter sido campeão da Copa América, em 2018, quando a seleção era dirigida por Osvaldo Alvarez, o Vadão, que morreu no começo deste ano vítima de câncer. Desta vez teve gol de todos os jeitos e todos os lados. No primeiro tempo já estava 6 a 0.

VEJA OS GOLS DAS BRASILEIRAS

GOLS E NÚMEROS
Os gols foram marcados por Debinha, Luana, Andressa Alves (2) e Rafaelle (2) no primeiro tempo e depois por Júlia e Érica no segundo. Os números da técnica sueca, em 16 meses de trabalho.

A goleada foi a maior da seleção sob o comando da treinadora sueca, que assumiu a equipe logo após o Mundial de 2019. Desde então, são 13 jogos, com 8 vitórias, 4 empates e 1 derrota, além de 40 gols marcados e 5 sofridos.