Brasil 0 x 1 Itália – Italianos vencem “revanche” com o PV lotado

Vitória em amistoso não diminui a dor dos italianos de terem perdido o Mundial para o Brasil em 94

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 09 (AFI) – Numa noite de muita festa, a Itália venceu o Brasil, por 1 a 0, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, em amistoso que reeditou a grande final da Copa do Mundo de 1994, na ocasião vencida pelos brasileiros, nos pênaltis, por 3 a 2 - no tempo normal as seleções empataram por 0 a 0. O Placar FI acompanhou este encontro em TEMPO REAL.

A Seleção Brasileira teve time praticamente completo em campo. Taffarel, Gilmar, Cafu, Jorginho, Márcio Santos, Aldair, Ricardo Rocha, Ronaldão, Branco, Mauro Silva, Mazinho, Zinho, Bebeto, Romário, Paulo Sérgio e Viola entraram em campo sob o comando de Carlos Alberto Parreira.

Enquanto a Itália teve Tassotti, Mussi, Benarrivo, Baresi, Costacurta, Apolloni, Eranio, Albertini, Berti, Casiraghi, Zola, Evani e Massaro, e foi comandada por Arrigo Sacchi. A Azzurra contou também com personagens que defenderam o país em outros mundiais, como Braglia, Rossi, Vierchowod, Panucci e Toto Schillaci.

PRESIDENTE VARGAS LOTADO
O destaque da noite fica para o excelente público presente nas arquibancadas do Presidente Vargas. Mais de 8 mil pessoas acompanharam o confronto e puderam rever grandes ídolos do futebol mundial.

Jogadores se emocionaram cantando o hino nacional - @lucasfigfoto  / CBF
Jogadores se emocionaram cantando o hino nacional

O JOGO
O primeiro tempo foi bastante movimentado, aliás, bem mais do que os próprios jogadores veteranos imaginavam. O Brasil mostrou qualidade desde os primeiros minutos, tanto é que quase abriu o placar logo aos 14, quando Paulo Sérgio tabelou com Bebetou e tentou fazer gol por cobertura. A bola parou na rede do lado de fora.

Um dos jogadores mais bem marcados foi Romário, muito acionado no setor ofensivo. Contudo, a Itália igualou o ritmo e assustou os brasileiros aos 27 minutos. Evani cobrou falta e a bola passou muito perto do gol defendido por Taffarel.

Antes do intervalo o torcedor nas arquibancadas ficou na reclamação. Aos 37, Zinho encontrou Romário na área e o “baixinho” não desperdiçou, mandando para as redes. Contudo, o assistente viu o ex-jogador em posição de impedimento, anulando o gol que abriria o placar no estádio Presidente Vargas.

Na etapa final, os jogadores cansaram e “tiraram o pé”. Ainda assim houveram chances de balançar as redes. Aos 23 minutos, Gilmar defendeu cruzamento, mas deixou a bola escapar de suas mãos e quase fez gol contra. Depois, aos 24, Jorginho cruzou na área para Romário e o zagueiro da Itália mandou contra o próprio gol, mas o bandeira já havia assinalado novo impedimento.

Quando a partida se encaminhava para o final, a Itália aproveitou falha da defesa brasileira e abriu o placar. Aos 34 minutos, após cruzamento na área, Berti tentou alcançar, Cafu tocou na bola e ela sobrou para Massaro completar para o gol, dando números finais ao confronto amistoso em território cearense.