Justiça do Rio nega recurso da CBF contra camisa verde-amarela da Adidas

Segundo a entidade, a marca promove concorrência desleal com uniforme cópia ao da Nike

por Agência Futebol Interior

Camisa original da Nike. (Foto: Reprodução)
Camisa original da Nike. (Foto: Reprodução)
Rio de Janeiro, RJ, 03 (AFI) - A 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro negou recurso da CBF contra a Adidas afim de impedir que a concorrente da Nike, fornecedora de material esportivo da seleção brasileira, continue produzindo camisas verde-amarelas. A informação é do site Consultor Jurídico.

O fato que baseou a Vara é que as cores da bandeira do Brasil podem ser usadas e reproduzidas por qualquer marca ou pessoa.

Já a CBF está amparada no fato que, segunda ela, a marca promove concorrência desleal com uma cópia do uniforme. No entanto, o juiz Paulo Assed Estefan negou a tutela de urgência.

Uniforme da Adidas. (Foto: Reprodução)
Uniforme da Adidas. (Foto: Reprodução)
Ele afirma que para caracterizar concorrência desleal é necessário que o símbolo da entidade máxima de futebol do país esteja presente.

A diferença entre as camisas produzidas pela Adidas com relação as originais da Nike está no design, no escudo e no logo da marca bordada no peito.

Os preços também têm uma distinção. Enquanto a oficial da CBF custa R$ 249,90, a da Adidas tem um custo inferior: R$ 179,90.