Patrocinadora cancela campanha com Neymar após acusação de estupro

Em contato com a reportagem do Estado, a empresa confirmou o cancelamento da campanha

por Agência Estado

São Paulo, SP, 06 - A Mastercard cancelou uma campanha publicitária que faria com o atacante Neymar durante a disputa da Copa América. A empresa realizaria uma série de ações em que o jogador seria o garoto-propaganda, mas decidiu suspender o projeto depois de nos últimos dias o camisa 10 da seleção brasileira ter sido alvo de acusações de estupro e agressão.

Em contato com a reportagem do Estado, a empresa confirmou o cancelamento da campanha. "Nós temos uma série de ativações de marketing planejadas para o decorrer do campeonato que são focadas em promover o uso do pagamento por aproximação. Nós tomamos a decisão de parar aquelas ativações que incluem o embaixador da marca até que o assunto seja resolvido", diz o texto.

Uma imagem de Neymar em campanha pela Mastercard consta inclusive no guia oficial de imprensa produzido para a Copa América e distribuído para os jornalistas credenciados para a cobertura do torneio. Logo no começo do material, o jogador posa para uma foto vestido com uma camisa da marca. No material há ainda tanto o escudo da CBF como a logomarca oficial da competição.

Patrocinadora cancela campanha com Neymar após acusação de estupro
Patrocinadora cancela campanha com Neymar após acusação de estupro
Antes da decisão da Mastercard, outras patrocinadoras do jogador haviam manifestado preocupação com as denúncias sobre agressão e estupro realizadas contra o atacante. A Nike se disse "profundamente" preocupada com o caso e disse que seguia de perto a situação. A Red Bull também havia se manifestado sobre o caso. "É de responsabilidade das autoridades públicas determinar os fatos reais por trás desta séria alegação", disse nota da empresa.

BRUXA SOLTA

O jogador foi cortado da seleção brasileira na madrugada desta quinta-feira depois de sofrer lesão no tornozelo direito durante o amistoso com o Catar, em Brasília. Na sexta-feira, Neymar deve prestar depoimento no Rio para esclarecer o possível crime virtual cometido por divulgar fotos com nudez da modelo Nájila Trindade, mulher que o acusa de estupro e agressão.

Por sua vez, Nájila deve prestar depoimento em São Paulo na tarde desta quinta-feira. Após faltar em outras ocasiões que estavam agendadas, ela tem horário marcado para comparecer à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, para esclarecer as denúncias relatadas em boletim de ocorrência de que teria sofrido agressão e estupro em Paris no último mês.

A modelo trocou duas vezes de advogado no decorrer do processo. Após procurar inicialmente José Edgard Bueno, com quem se desentendeu, ela recorreu a Yasmin Pastore Abdalla, que a acompanhou durante o registro do boletim de ocorrência. No entanto, a partir desta quarta-feira Nájila passou a ser representada por Danilo Garcia Andrade.