Philippe Coutinho diz que Brasil 'achou caminho' para começar bem a Copa América

"A gente tem uma proposta de jogo: atacar e, sem a bola, pressionar em cima para roubar (a bola) o quanto antes", analisou

por Agência Estado

Campinas, SP, 09 - O meia Philippe Coutinho, autor de um gol na vitória da seleção brasileira sobre Honduras por 7 a 0, neste domingo, em Porto Alegre, afirma que a seleção achou um caminho para a Copa América.

"A gente tem uma proposta de jogo: atacar e, sem a bola, pressionar em cima para roubar (a bola) o quanto antes. Do início até o fim, até quando o placar estava um pouco mais distanciado, o time procurou isso. Então, o caminho é esse para fazer primeiro bom jogo na Copa América", disse o jogador do Barcelona, que também acertou duas bolas na trave.

SEM NEYMAR MELHOROU?

O meio-campista discorda ao ser questionado se a seleção brasileira adotou um jogo mais coletivo com a ausência de Neymar, cortado por lesão após o jogo com o Catar. "A seleção sempre teve um jogo coletivo. Neymar é um líder e faz muita falta", afirmou Coutinho.

Para o zagueiro Thiago Silva, que retornou à seleção após uma artroscopia no joelho, o próprio Coutinho será a referência técnica da seleção. "Sem o Neymar, nossa grande estrela, o Couto é a nossa referência. Ele está chamando a responsabilidade", disse o defensor.

Philippe Coutinho diz que Brasil 'achou caminho' para começar bem a Copa América
Philippe Coutinho diz que Brasil 'achou caminho' para começar bem a Copa América

CONFIANÇA

Para Gabriel Jesus, a vitória foi importante para dar confiança para ele próprio e para o grupo.

"O jogo foi importante para dar confiança não só para mim, mas para a equipe. Esses dois jogos foram muito importantes para a preparação", afirmou o autor de dois gols diante de Honduras.

O atacante David Neres, escolhido como substituto de Neymar na goleada, fez seu primeiro gol na seleção.

"É um momento que vai ficar marcado na minha vida, foi muito emocionante. Estou muito feliz em marcar meu primeiro gol pela seleção. Agora é focar na estreia para que a gente possa fazer um grande jogo", ressaltou o jogador, que terá a oportunidade de voltar ao Morumbi, estádio onde começou sua carreira no São Paulo, antes de ser vendido para o futebol holandês.

MOTIVAÇÃO

"É uma motivação a mais jogar no estádio que comecei, na minha casa. Independentemente de onde jogar vou dar meu melhor para ajudar a equipe a fazer um grande trabalho", completou o atacante do Ajax.