Adriano 'Imperador marcava há 12 anos seu último gol com o São Paulo

Apesar de ficar apenas seis meses no Tricolor, o atacante teve ótima passagem pelo clube

por Federação Paulista (FPF)

Campinas, SP, 21 (AFI) - Quartas de finais da Copa Libertadores da América em um Maracanã lotado acompanhando a partida de volta da competição continental entre São Paulo e Fluminense-RJ.

Foi nesse cenário que Adriano, o Imperador, deixou a sua marca pela última vez com a camisa do Tricolor Paulista, exatamente 12 anos atrás. O gol foi marcado em uma forte cabeçada que empatou o placar em 1 a 1 naquele momento.

Apesar de ter sido derrotado pelo Tricolor Carioca por um placar de 3 a 1, a eliminação não manchou a passagem do atacante pelo São Paulo. Emprestado pela Internazionale-ITA, o Imperador teve ótimo desempenho com a camisa do clube paulista, contribuindo com 17 gols em 28 jogos disputados em sua passagem de seis meses.

É gol do Imperador. (Foto: Rubens Chiri / São Paulo)
É gol do Imperador. (Foto: Rubens Chiri / São Paulo)

ÍDOLO NA ITÁLIA!
Adorado por grande parte dos amantes do futebol brasileiro, não só pela qualidade como jogador, mas também pelo carisma, Adriano foi revelado pelo Flamengo-RJ, tendo como característica a força e chute potente com a perna esquerda. Não demorou muito para chamar a atenção pelo vigor físico e faro de artilheiro.

Uma temporada após subir para os profissionais, o atacante já se despedia do futebol brasileiro, rumando para a Itália. Contratado pela Internazionale-ITA, o jovem jogador de apenas 19 anos não teve muitas oportunidades de jogo, fazendo apenas 14 jogos nos primeiros seis meses atuando no futebol Italiano, o que fez a equipe nerazzurri emprestá-lo para que ganhasse experiência.

Após ótimas passagens pelas italianas Fiorentina e Parma, Adriano retornou para a Internazionale em 2004. A segunda passagem pelo clube se transformou no auge do atleta, colocando seu nome de vez no futebol mundial e conquistando diversos títulos: 4 Campeonatos Italianos, 2 Copas da Itália e 2 Supercopas.

NO BRASIL...
Após sair muito novo rumo ao futebol europeu, Adriano retornou ao Brasil em 2008. O destino foi o São Paulo, em empréstimo cedido pela Internazionale. No Tricolor, retomou a boa forma física e deixou saudades nos torcedores são-paulinos pelos gols marcados nos seis meses que ficou no clube. Além dos 17 gols feitos pelo clube, ainda entrou na seleção do Campeonato Paulista daquele ano.

Depois do São Paulo, Adriano ainda atuou no Flamengo-RJ, onde venceu o Campeonato Brasileiro de 2009, sendo artilheiro da competição nacional com 19 gols. Em 2011, voltou ao futebol paulista para atuar pelo Corinthians. Com a camisa alvinegra, não brilhou, mas seu único gol, na vitória por 2 a 1 em cima do Atlético-MG, foi decisivo para a conquista do título corinthiano.

O centroavante ainda teve passagens por Athlético-PR e Miami United-EUA antes de se aposentar, aos 34 anos.

SELEÇÃO BRASILEIRA
Adriano entrou para a história do Brasil com suas conquistas, artilharias e gols históricos. Com 48 jogos e 27 gols feitos, o atacante venceu a Copa América de 2004 e a Copa das Confederações de 2005, sendo artilheiro da competição em ambas. Pela Seleção, disputou a Copa de 2006.

FICHA TÉCNICA

Fluminense-RJ 3 x 1 São Paulo (Libertadores – 2º jogo das quartas de finais)

Data: 21/05/2008 (quarta-feira)
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro
Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)
Público: 68.191 pagantes
Renda: R$1.575.365,00

Fluminense: Fernando Henrique, Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior César; Ygor (Maurício), Arouca (Dodô), Thiago Neves, Cícero e Conca; Washington. Técnico: Renato Gaúcho

São Paulo:
Rogério Ceni; Jancarlos (Joilson), Miranda, Alex Silva e Richarlyson; Fábio Santos, Zé Luis, Hernanes e Hugo; Dagoberto (Aloísio) e Adriano. Técnico: Muricy Ramalho

Gols: Washington, aos 13 min do primeiro tempo. Adriano, aos 26min, Dodô, aos 28min e Washington, aos 46min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Dagoberto (SP), Luiz Alberto (F), Joilson (SP)
Cartão vermelho: Joílson (SP)