Raí espera reação do São Paulo e vaga direta na fase de grupos da Libertadores

Tricolor recebe o Internacional, no Morumbi, para carimbar passaporte ao torneio continental

por Agência Estado

São Paulo, SP, 02 - A derrota do São Paulo por 3 a 0 para o Grêmio deixou o diretor de futebol Raí bastante decepcionado.

O dirigente esteve em Porto Alegre, acompanhou o duelo pelo Campeonato Brasileiro e agora acredita que a equipe tem obrigação de vencer a próxima partida, quarta-feira, contra o Internacional, no Morumbi, para garantir a vaga na fase de grupos da Copa Libertadores.

"O grupo é capaz de conseguir a classificação. O São Paulo pode melhorar em todos os aspectos, independentemente dos problemas que não são novos e que vai ter de melhorar em todos os aspectos. Vamos buscar essa classificação, pois temos qualidade e condições de sobra. Temos a chance e só depende só da gente", avisou.

PSICOLÓGICO

O dirigente explicou que o time se abateu após sofrer o gol diante dos gaúchos e não conseguiu reagir. Também culpou a irregularidade da equipe na temporada.

Raí vê obrigação de vitória do São Paulo sobre o Internacional - Rubens Chiri / saopaulofc.net
Raí vê obrigação de vitória do São Paulo sobre o Internacional
"Agora a responsabilidade é nossa de buscar essa classificação direta para a fase de grupos da Libertadores. Depende ainda da gente. Sabemos que o torcedor está triste e nós estamos muito chateados também", disse.

Ele sabe que a pressão está em cima dele, do técnico Fernando Diniz e dos jogadores. "Pressionado o São Paulo sempre vai estar. Começamos o campeonato pensando em título e agora o mínimo é conseguir essa vaga na fase de grupos, que está nas nossas mãos, com um jogo em casa. O São Paulo tem de se superar e buscar isso para depois ter coisas maiores", comentou.

SEM INTERRUPÇÃO

Raí garante que o projeto do São Paulo é dar continuidade ao trabalho do treinador para a próxima temporada.

"Nenhuma mudança. A ideia é essa, que ele permaneça. O que acontece é que poderíamos ter já classificado para a fase de grupos. Tem um trabalho que está sendo bem feito, que obviamente ainda não tem a regularidade que gostaríamos que tivesse, mas acreditamos bastante na sequência dele", argumentou.

"Obviamente que se isso não aconteceu não estamos satisfeitos, mas quem está mais insatisfeito é o próprio Fernando Diniz e o grupo. Os jogadores também têm de ser cobrados, é uma responsabilidade compartilhada entre todos nós", concluiu Raí, que preferiu não falar sobre seu futuro no clube.

"O mais importante agora é o São Paulo se classificar para a fase de grupos. O foco é 100% nisso e não pensamos em nada além disso agora".

Mercado da Bola
Contratações
Não houve contratações no período
São Paulo-SP
Elenco ainda não definido
  • Técnico

    Fernando Diniz