Meia experiente lamenta empate do São Paulo: 'Estamos lutando por causas grandes'

"O empate nunca é bom. Estamos lutando por causas grandes e precisávamos dos três pontos"

por Agência Estado

Salvador, BA, 10 - O empate sem gols entre São Paulo e Bahia, nesta quarta-feira, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, manteve o time paulista isolado na quinta posição, com 40 pontos, distante do líder Flamengo, mas bem próximo do G4.

Para o meia Hernanes, a equipe entrou para conquistar os três pontos, mas não conseguiu.

"O empate nunca é bom. Estamos lutando por causas grandes e precisávamos dos três pontos. Tínhamos desfalques, mas quem entrou deu conta do recado e poderíamos ter feito o gol.

Foi um ponto conquistado e o Bahia continua abaixo da gente. Fizemos o que pudemos, mas não conseguimos o objetivo", lamentou.

MELHOR NO COMEÇO

Cada time dominou um tempo na Fonte Nova
Cada time dominou um tempo na Fonte Nova

O jogador considera que o São Paulo teve um melhor desempenho no primeiro tempo da partida e poderia até ter aberto o placar.

Depois, sentiu que o rival voltou melhor do intervalo e por isso o confronto terminou em igualdade.

"Tivemos chances e criamos no primeiro tempo. No segundo tempo, o Bahia melhorou, mas tivemos uma chance. Não estamos satisfeitos, mas não saímos tristes", comentou.

EMPATE JUSTO
Para o técnico Fernando Diniz, a análise de seu jogador é parecida com o que ele viu no duelo na Arena Fonte Nova, em Salvador.

"Deu empate pelo que aconteceu no jogo. Pelo volume do primeiro tempo estávamos mais perto de ganhar o jogo. Se conseguíssemos manter na etapa final o futebol do primeiro tempo, teríamos boa chance de vencer", explicou.

AS BAIXAS
O treinador precisou fazer três substituições durante a partida, todas por algum tipo de lesão ou desconforto do atleta.

Ele perdeu o atacante Pablo, o lateral-direito Juanfran e o volante Liziero.

"O Pablo já estava com dor no adutor e vamos aguardar para ver se ele tem condições de jogar no domingo", disse o comandante tricolor.