Dirigente defende departamento médico e vê São Paulo pronto para brigar pelo título

Raí vê lesões simultâneas como coincidências e garante que o São Paulo está apto para a disputa do título brasileiro.

por Agência Estado

São Paulo, SP, 12 - O diretor executivo de futebol do São Paulo, Raí, defendeu o departamento médico do clube nesta quinta-feira. O setor vem recebendo críticas por causa das recentes lesões dos jogadores. Até semana passada, por exemplo, Hernanes, Alexandre Pato, Pablo e Toró estavam em tratamento, além de Rojas, que só voltará a jogar em 2020.

Para Raí, as lesões simultâneas foram uma coincidência ruim. O diretor vê a equipe pronta para brigar pelo título do Campeonato Brasileiro, no qual está a oito pontos do líder Flamengo.

PELO TÍTULO

"Quando a gente tem um número de problemas que afeta a equipe, tem reunião semanal, isso é constante. Desde o ano passado teve mudanças no departamento médico e vamos reforçando. Neste ano, não vejo nada diferente de outros clubes.

Foram jogadores com lesões a curto, médio e longo período, e eles voltaram todos juntos. É uma equipe pronta que pode brigar lá em cima. Pudemos nos manter entre os primeiros, tivemos uma arrancada, vamos atrás da retomada", afirmou Raí, lembrando que o médico Auro Arayel foi para a base do clube, enquanto Tadeu Moreno subiu para o profissional.

Raí também é ex jogador do tricolor (Foto: Divulgação/São Paulo)
Raí também é ex jogador do tricolor (Foto: Divulgação/São Paulo)

"A questão do Pablo foi inusitada, um cisto (na região lombar). Ele vinha jogando no Athletico-PR, mas aqui aconteceu isso que já existia. A maioria das nossas lesões foi por traumas.

O Hernanes vinha de férias. Fazemos esse levantamento porque temos de comparar com nossos adversários. Nada anormal do que acontece nos outros clubes.

Que a gente tenha uma sequência boa para brigar, temos time para isso. Tem exemplos concretos com arrancadas do Palmeiras, Santos, e agora o Flamengo. Isso mostra que o Brasileiro é equilibrado. Tivemos cinco vitórias seguidas, e agora deu uma queda (três jogos sem vencer)", acrescentou Raí.

MERCADO DA BOLA

Ele também defendeu a atuação do clube no mercado. O São Paulo passou por uma grande reformulação ao longo desta temporada, com chegada de reforços e saída de jogadores que não vinham sendo aproveitados.

Raí não acredita que a diretoria demorou para montar o elenco tricolor. "São janelas de meio de temporada, é natural. A base da equipe já estava formada, até porque teve essa arrancada após a Copa América. Não tenha dúvida nenhuma que isso vai se refletir lá na frente.

O Cuca chegou a comentar esses dias sobre essa meta, de estarmos lá na frente. A média ficou um pouco mais abaixo, mas nada que a gente não possa recuperar e chegar ao que tínhamos planejado.

A torcida do São Paulo, é natural, ficou empolgada com os cinco jogos que ganhamos, mas depois ficam algumas dúvidas com os tropeços.

A única dúvida que não pode ter é a qualidade que o São Paulo tem", disse Raí.