Meia ex-Santos é apresentado pelo São Paulo e aposta em 'recomeço' de sua carreira

Como o prazo de inscrição para o Campeonato Paulista já ter sido encerrado, ele não pode disputar a final com o Corinthians

por Agência Estado

São Paulo, SP, 10 - Vitor Bueno foi apresentado oficialmente pelo São Paulo e explicou que espera que sua carreira tenha um reinício no clube após um período de pouco brilha na Ucrânia, onde quase não teve chance de mostrar o seu futebol. No time tricolor, quer ajudar e provar que seu futebol continua afiado.

"Pode ser que seja um recomeço. Encaro também como uma grande oportunidade. O ano de 2016 foi muito bom, depois acabei machucando, aí joguei pouco na Ucrânia, mas apareceu a chance no São Paulo e não pensei duas vezes. Quero voltar a mostrar um grande futebol", comentou o jogador.

Vitor Bueno é apresentado pelo São Paulo e aposta em 'recomeço' de sua carreira
Vitor Bueno é apresentado pelo São Paulo e aposta em 'recomeço' de sua carreira

ATÉ 2020

O atleta será reforço do São Paulo até dezembro de 2020, em um contrato por empréstimo.

Como o prazo de inscrição para o Campeonato Paulista já ter sido encerrado, ele não pode disputar a final com o Corinthians, assim como o atacante Alexandre Pato e o volante Tchê Tchê, que estão na mesma situação.

Vitor Bueno estava no Dínamo de Kiev, da Ucrânia, mas pertence ao Santos.

Para poder vir ao São Paulo, o atleta rescindiu seu contrato no time europeu e retornou à equipe santista, pois o prazo de transferências internacionais para o Brasil estava perto de fim, com o fechamento da janela. Depois disso, o Santos o repassou ao São Paulo por R$ 600 mil.

CARREIRA
Aos 24 anos, Vitor Bueno tem passagens pelo Monte Azul, Bahia, Botafogo-SP e Santos, no qual atuou entre 2015 e 2018. Foi emprestado para o futebol ucraniano, mas teve poucas oportunidades no time que tinha também Tchê Tchê e o lateral-direito Sidcley.

Entre suas conquistas está a do título do Campeonato Paulista em 2016.

"Encaro como aprendizado o que vivi lá, joguei muito pouco, não por falta de treino ou vontade, nos amistosos fazia gols, foi opção do treinador não me colocar, os outros brasileiros estavam com dificuldade de jogar lá, mas busquei força nos meus familiares e amigos. Agora vim para o São Paulo e estou preparado para essa oportunidade", disse.

ESCOLHEU PELO SÃO PAULO
O meia lembra que optou pelo São Paulo por uma série de fatores.

"Pela grandeza do clube, pelo projeto apresentado, pelo treinador, pelo elenco que dispensa comentários. Vim para ganhar títulos e ajudar o São Paulo.

Quero retomar meu futebol e minha carreira. Eu já estava treinando e estou bem. Fiquei só esses dias das negociações sem treinar", afirmou.