Novo São Paulo encara Eintracht Frankfurt no seu primeiro teste no ano

Em tese, todos os problemas que impediram maior sucesso no ano passado foram resolvidos

por Agência Estado

São Paulo, SP, 10 - Se 2018 foi o ano de plantar, nada mais justo do que cobrar do São Paulo que esta seja a temporada da colheita e da retomada das campanhas vitoriosas. Não que um eventual título da Florida Cup, torneio amistoso no qual o time estreia nesta quinta-feira, contra o Eintracht Frankfurt, da Alemanha, às 22 horas (de Brasília), vá mudar a cotação do dólar. Mas servirá, no mínimo, como primeiro teste para medir o quão fortalecida está a versão 2019 da equipe após se reforçar.

Em tese, todos os problemas que impediram maior sucesso no ano passado foram resolvidos. O grupo cresceu em número (chegaram sete novas caras) e qualidade, com reforços como Tiago Volpi, Hernanes e Pablo, que deverão iniciar o jogo contra os alemães entre os 11 titulares - a ideia da comissão técnica é utilizar times distintos em cada tempo do jogo.

Veja como ganhar com esse importante torneio nas casas-de-apostas-legais.com ,o campeontato Florida Cup, vai testar os grandes clubes brasileiros e prepará-los para a grande quantidade de jogos previstos para 2019.

Em 2018, quando lesões e suspensões impediam Diego Aguirre de escalar força máxima, a performance caía drasticamente. Agora, André Jardine conta com ao menos duas boas peças para quase todas as posições. Há, aliás, inchaço no elenco, o que tem obrigado a diretoria a negociar alguns empréstimos.

TRANQUILO?

O São Paulo volta, ao menos em tese, a ter um goleiro confiável. No ano passado, Sidão não agradava nem na boa fase, enquanto Jean ainda era considerado imaturo para preencher a lacuna deixada desde a aposentadoria de Rogério Ceni, no fim de 2016. Com 28 anos, Volpi traz do México o status de ídolo adquirido graças a quatro boas temporadas no Querétaro.

Novo São Paulo encara Eintracht Frankfurt no seu primeiro teste no ano
Novo São Paulo encara Eintracht Frankfurt no seu primeiro teste no ano

Outro fator que muda o clube de patamar em 2019: há um ídolo da torcida em campo. Hernanes, repatriado para uma terceira passagem pelo Morumbi, é bicampeão brasileiro (2007 e 2008) e ajudou a evitar o que seria o primeiro rebaixamento à Série B da história do clube, em 2017, quando marcou nove gols em 19 jogos. Na temporada passada, os maiores ídolos estavam nos bastidores: Raí e Lugano.

NA FRENTE

Por fim, o time volta a ter um goleador de referência na área com a chegada de Pablo. Em 2018, Diego Souza exerceu tal papel - mais por um projeto pessoal (cavar vaga na seleção brasileira) do que por planejamento do clube. Sem concorrência interna, conseguiu ser até o artilheiro da equipe na temporada, com 16 gols, mas chegou a ficar três meses com apenas um gol anotado. Os dois poderão até jogar juntos, mas a ideia é que Pablo vire o principal responsável por decidir as partidas, deixando ao colega um papel secundário.

Por todos esse motivos, o São Paulo abre sua caminhada cercado de expectativa. Por mais que a Florida Cup seja só um torneio amistoso, começar com o pé direito será essencial, até porque a primeira decisão da temporada será já no início de fevereiro: o duelo eliminatório da fase preliminar da Libertadores, contra o Talleres, da Argentina, nos dias 6, na Argentina, e 13, no Brasil.

 
 
" />