Aguirre defende o goleiro Sidão no São Paulo: 'É a melhor opção que temos'

"Podemos errar, talvez a torcida não goste de um jogador ou outro, mas todos eles estão dando a vida", disse o técnico

por Agência Estado

São Paulo, SP, 09 - Alvo de críticas de parte da torcida do São Paulo, o goleiro Sidão ganhou um pedido de trégua feito pelo técnico Diego Aguirre. Em sua entrevista coletiva após a vitória de sábado sobre o Bahia por 1 a 0, no estádio do Morumbi, na capital paulista, o uruguaio foi questionado a respeito da situação do camisa 12, que tem convivido até com vaias em determinados momentos das partidas, especialmente as disputadas na casa tricolor. Mesmo assim, continua firme na equipe titular.

"Tomo as decisões que acho melhor e uma coisa que quero falar: podemos errar, talvez a torcida não goste de um jogador ou outro, mas todos eles estão dando a vida. Quero pedir que transmitam confiança, estamos todos juntos com o mesmo objetivo", disse Aguirre. "Os jogadores que entram no campo são os que acho os melhores para vencer o jogo, não é momento de criar desconfiança".

ELE FICA
Conforme o Estado havia mostrado na véspera da partida contra os baianos, mesmo diante das reclamações nas redes sociais em relação ao goleiro, Sidão seria bancado pela comissão técnica, posição que Aguirre reforçou em sua resposta.

"Jogadores têm momentos bons, outros, nem tanto. O Sidão é a melhor opção que temos. Eu acho, os treinadores de goleiros acham, a comissão técnica toda acha", explicou o treinador.

 Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

COMO ESTÁ A RELAÇÃO?
No sábado, a torcida até mostrou certa disposição em apoiar o arqueiro. Quando o time veio a campo, Sidão teve o nome cantado como todos os demais atletas no momento em que a equipe é "escalada" pelo coro das arquibancadas.

Porém, no decorrer do jogo, a impaciência logo voltou com força, especialmente após jogada em que o goleiro saiu do gol enquanto o zagueiro Anderson Martins saltava para cortar um lançamento pelo alto, lembrando bastante o lance que resultou no gol contra diante do Fluminense. A partir dali, cada recuo de bola para o camisa 12 criava um frisson no Morumbi.

COMO FOI?
Após a partida, o atleta não parou para falar com os jornalistas na saída do campo nem passou pela zona mista do estádio. Na verdade, apenas o meia Nenê e o atacante Diego Souza apareceram para conceder entrevistas no espaço.

 
 
" />