Aguirre admite São Paulo 'pilhado' e lamenta agressão de Diego Souza

A arbitragem não viu a jogada e deixou de punir o atleta, que já tinha cartão amarelo

por Agência Estado

São Paulo, SP, 02 - O técnico Diego Aguirre criticou o meia Diego Souza pelo lance em que o camisa 9 chutou sem bola um adversário do Colón durante a derrota do São Paulo por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. A arbitragem não viu a jogada e deixou de punir o atleta, que já tinha cartão amarelo.

Já a expulsão de Brenner foi "relativizada" pelo uruguaio. "O Brenner está mais justificado, é um menino que perdeu a cabeça. Nao vi o lance do Diego, mas ele me disse que levou um soco e perdeu por um momento o foco no jogo e cometeu uma agressão. Não pode acontecer, mas aconteceu", falou Aguirre.

O cartão vermelho para Brenner foi aplicado seis minutos depois de o garoto de 18 anos ter entrado em campo, aos 42 do segundo tempo, e também se deu por agressão. Ele se desentendeu com o lateral Emmanuel Olivera e recebeu o vermelho direto após empurrar violentamente o argentino.

Diego Aguirre lamentou o tropeço para o Colón
Diego Aguirre lamentou o tropeço para o Colón
NERVOSISMO!
"Talvez tenhamos ficado um pouco nervosos, isso não pode acontecer", complementou Aguirre, questionado se a equipe havia ficado pilhada demais com o desenrolar da partida e a dificuldade de entrar na defesa do Colón.

As equipes voltam a se enfrentar no dia 16, em Santa Fé, na Argentina, para decidir quem vai enfrentar os colombianos do Junior Barranquilla nas oitavas de final do torneio continental. Os argentinos levam, além da vantagem pela vitória, o gol fora de casa, que, diferentemente do que acontece na Copa do Brasil, vale como critério de desempate no torneio continental. Se os brasileiros ganharem por 1 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis. Qualquer outra vitória por um gol de diferença é favorável ao São Paulo.

 
 
" />