Para Dorival Junior, expulsão de Jucilei foi decisiva para empate do São Paulo

Volante deixou o campo no lance em que originou o primeiro gol da Ponte Preta, em cobrança de pênalti

por Agência Estado

São Paulo, SP, 09 - Depois de estar vencendo por 2 a 0, o São Paulo teve o volante Jucilei expulso no início do segundo tempo e cedeu o empate por 2 a 2 para a Ponte Preta, neste sábado, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pelo Campeonato Brasileiro. Para o técnico Dorival Junior, o resultado, que manteve o time na zona de rebaixamento, foi causado pela expulsão do volante no início do segundo tempo.

"Não vi o lance. Não tinha como vê-lo de onde estávamos. É uma pena pelo que a equipe vinha jogando porque o resultado estava construído. A equipe estava se entregando e conseguiu a vantagem de 2 a 0. Um lance inverte todo o processo. Uma jogada muda o contexto da partida", afirmou o treinador em entrevista coletiva no Morumbi.

Dorival Júnior avalia expulsão como determinante para empate
Dorival Júnior avalia expulsão como determinante para empate
Jucilei foi expulso por ter colocado a mão na bola impedindo um chute do ataque da Ponte Preta no início do segundo tempo.

O árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique assinalou pênalti e expulsou o volante. A equipe de Campinas (SP) converteu o pênalti, cresceu na partida e conseguiu a igualdade pouco tempo depois.

FRAGILIDADE DEFENSIVA
Com os dois gols sofridos, o São Paulo tem a segunda pior defesa do torneio, com 35 gols sofridos em 23 jogos. A pior é a do Atlético Goianiense, com 36. O treinador descarta mudar o esquema tático e adotar uma postura mais defensiva para somar pontos. Na próxima partida, o time enfrenta o Vitória, fora de casa.

"Alguns resultado acontecem com a equipe bem postada. É até difícil explicar alguns gols que são tomados. Foi uma bola parada, houve aquela disputa, não conseguimos tirar do miolo e a batida proporcionou a expulsão. Após a expulsão, é natural (que o jogo mude) Não pretendo mudar o esquema", disse Dorival Junior.

aaa