Dirigente garante permanência de Ricardo Gomes no comando do São Paulo

O Tricolor vem de cinco partidas seguidas sem vitórias no Brasileirão

por Agência Estado

São Paulo, SP, 13 (AFI) - Marco Aurélio Cunha, gerente de futebol do São Paulo, garantiu a permanência do técnico Ricardo Gomes no comando do time, apesar da pressão de parte da torcida por uma mudança. Após a derrota para o Santos, o treinador foi chamado de "burro" e ele mesmo reconheceu que o seu aproveitamento de pontos está deixando a desejar.

"Um mudança neste momento não serviria para nada. Não vejo uma mudança a curto prazo, a menos que o presidente decida. Sabemos que emocionalmente é uma situação desgastante e muitas vezes as mudanças são piores do que insistir na possibilidade de reverter", afirmou o dirigente.

Ele reconhece que os jogadores estão sentindo a pressão por resultados positivos e isso tem atrapalhado o time. "Contra o Santos, tivemos muitos erros por nervosismo. Todos sabem o que precisam fazer e uma coisa eu garanto: não está faltando empenho de ninguém", explicou.

Marco Aurélio Cunha lamentou o resultado negativo, que manteve o São Paulo em uma situação ruim no Campeonato Brasileiro, a três pontos da zona de rebaixamento. "Perdemos várias chances no ataque, o Santos só teve uma e marcou. Futebol é assim. Às vezes temos momentos de afobação, mas acho que não fizemos um jogo para ficarmos envergonhados".

Mercado da Bola
Contratações
Não houve contratações no período
  • Cícero

    Meia (ex-Fluminense)

  • Neilton

    Atacante (ex-Botafogo-RJ)

  • Rogério Ceni

    Técnico

  • Sidão

    Goleiro (ex-Botafogo-RJ)

  • Wellington Nem

    Atacante (ex-Shakhtar Donetsk-UCR)

São Paulo-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Denis, Renan Ribeiro, Sidão

  • Laterais

    Buffarini, Bruno, Foguete e Junior Tavares

  • Zagueiros

    Maicon, Rodrigo Caio, Lugano, Breno, Douglas e Lucão

  • Volantes

    João Schmidt, Wesley, Thiago Mendes, Wellington e Araruna

  • Meias

    Cueva, Cícero, Lucas Fernandes e Shaylon

  • Atacantes

    Chavez, Gilberto, Wellington Nem, Neilton e Luiz Araújo

  • Técnico

    Rogério Ceni