A2: Técnico do São José faz as contas por vaga no G8

por Teste

São José dos Campos, SP, 17 (AFI) - Cinco times e duas vagas. Esta é a projeção do técnico Édison Só para a reta final do Campeonato Paulista da Série A2. Por isso, qualquer vacilo nesta fase pode custar caro para o São José e adiar por mais um ano o sonho do acesso. O treinador prega concentração total para a partida contra o Grêmio Catanduvense na próxima rodada. E o treinador tem razão. Com a disputa acirrada, além de dois confrontos diretos na duas últimas partidas contra Votoraty e São Bento, uma vitória contra o Bruxo é fundamental.



Confira ainda:
Superstição? Clube do Brasileirão não utiliza a camisa 9

"É bom para nós, desde que vençamos. Acho que a classificação está aberta para algumas equipes e a briga será constante", afirmou o comandante joseense.

Na representação do elenco para os trabalhos desta semana, o comandante terá somente dois desfalques: O lateral-direito Augusto, suspenso pelo terceiro cartão amarelo e Cléberson, que ainda se recupera de contusão. Para a lateral, o reserva imediato Jackson deve ganhar a posição.No ataque, a Águia poderá contar com dois reforços: Rodriguinho, recuperado de contusão e André Pinto, que depois de liberado pela CBF, passou por recuperação muscular e está liberado pelo Departamento Médico. Leandro Diniz, que cumpriu suspensão na última rodada é outra opção para o meio campo.



Homenagem
Inaugurado em 15 de março de 1970, o primeiro jogador à fazer gol no estádio foi Dadá Maravilha, na partida entre Internacional-RS x Atlético-MG. Em comemoração aos 40 anos da inauguração do Estádio Martins Pereira, o presidente do São José à época, Mário Ottoboni e o ex-jogador Dias, primeiro a marcar gol com a camisa joseense, recebem uma homenagem na Câmara Municipal da cidade.