Empresa que cuida de gramados pede falência de time do Paulistão na Justiça

O São Caetano teria acumulado um débito de quase R$ 100 mil com a World Sports

por Agência Futebol Interior

São Caetano, SP, 03 (AFI) - A World Sports & Marketing Soluções Esportivas Ltda, especializada em indústria do esporte e paisagismo, pediu, através da Justiça, a falência do São Caetano. A pretensão falimentar aconteceu após inúmeras tentativas frustradas de quitação do débito, sendo por acordo ou em ações, acumulado durante o ano de 2019.

Segundo a empresa, o São Caetano arcou normalmente as despesas nos dois primeiros anos de contrato, 2017 e 2018, mas parou de fazer o pagamento em agosto de 2019 e quebrou o vínculo entre as partes sem quer um acordo fosse firmado.

A empresa cuidava do gramado do Anacleto Campanella
A empresa cuidava do gramado do Anacleto Campanella
A empresa ainda entrou com 116 ações no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) e no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), mas não obteve sucesso, optando assim por pedir falência do clube que recentemente subiu à elite do Campeonato Paulista, mas vem passando por uma grave crise financeira, o que fez passar vexame na Série D do Brasileiro, tendo, inclusive, dado W.O. em um dos seus jogos por não conseguir arcar com salários de seus jogadores e funcionários.

O Portal Futebol Interior tentou contato com o São Caetano, que, até o momento, optou por não responder sobre o caso. Nos bastidores, a informação é que o Azulão teria encaminhado um acordo com a World Sports para encerrar a divisão e o pedido de falência.

EM CASO DE FALÊNCIA DECRETADA...
Caso o São Caetano não encontre uma solução para o caso, o clube terá a falência decretada e os seus credores, incluindo a World Sports, repartirão o que for apurado economicamente com o patrimônio do clube, neste caso, da massa falida.