Paulista A2: São Caetano amplia uso da base entre os profissionais em 2020

Números mostram que o técnico Alexandre Gallo tem apostado em atletas prata da casa nesta temporada

por Agência Futebol Interior

São Caetano do Sul, SP, 26 - Durante a realização da Série A2 do Campeonato Paulista, o São Caetano conseguiu aquilo que é o objetivo de tantos clubes: o bom aproveitamento de jovens vindos das suas categorias de base.

Como exemplo deste momento, basta comparar o crescimento de uma temporada para outra da utilização destes talentos no time principal. Nos mesmos 12 jogos disputados no Paulistão de 2019, o Pequeno Gigante aproveitou apenas dois pratas da casa, enquanto neste ano, 11 atletas já receberam, pelo menos, uma oportunidade de atuar no profissional.

Diante destes números, o técnico Alexandre Gallo falou como procura auxiliar o ingresso destes talentos no elenco que dirige.

São Caetano vem apostando no uso da base em 2020 (Foto: Fabrício Cortinove)
São Caetano vem apostando no uso da base em 2020 (Foto: Fabrício Cortinove)

“O futebol não possui idade. Eu gosto muito (trabalhar com jovens). Trabalhei durante dois anos e meio na base da seleção, conheço bastante o atleta. Sei que, por exemplo, em alguns momentos, a parte psicológica faz a diferença negativa para eles nessa transição de base para o profissional”, explicou.

Até a paralisação da Série A2 do Paulista, o atacante Ronaldo foi o prata da casa mais aproveitado pelo Pequeno Gigante com 12 jogos realizados. Na sequência aparecem o também atacante Cuadrado e o volante Índio, ambos com oito atuações.

CUIDADOS

Mesmo com todos os benefícios proporcionados pela utilização desses jovens, cuidados também são necessários neste período de transição ao profissional. Com vasta vivência no assunto, Alexandre Gallo analisou a atenção especial que cada atleta necessita neste momento.

“Precisamos ter calma. Colocar o atleta e em outras tirar ele de certos jogos, como fizemos com o Cuadrado. Justamente para poupá-lo, pois está em formação física ainda”, exemplificou o treinador sobre o jogador de 17 anos.

PARALISAÇÃO

Seguindo orientações da Federação Paulista de Futebol, o time profissional do Azulão teve as suas atividades suspensas por tempo indeterminado. Diante deste período sem jogos oficiais, o elenco azulino foi instruído em seguir uma rotina de cuidados e trabalhos específicos em seus respectivos lares até a retomada das competições.

Em 12 jogos realizados no Estadual, o São Caetano ocupa a sexta colocação na classificação geral, com 18 pontos conquistados.

Confira o aproveitamento das revelações que integram o elenco profissional do Azulão na Série A2:

12 jogos - Ronaldo

8 jogos - Índio e Cuadrado

5 jogos - Marlon

3 jogos - Markson

2 jogos - Marcus Vinicius e Rafael Menezes

1 jogo - Douglas, Lucas, André e Gabriel Rato