Torcedor perde ação para subir o São Caetano no Tapetão

Um torcedor acionou a Justiça contra a FPF, mas não teve sucesso na tentativa de paralisar o Paulistão e alterar o resultado de campo

por Agência Futebol Interior

São Caetano do Sul, SP, 29 (AFI) – O advogado e jornalista Walter Estevam Júnior não teve sucesso em sua tentativa de colocar o São Caetano na primeira divisão do Campeonato Paulista no Tapetão.

Walter Estevam Júnior entrou com uma ação contra a Federação Paulista de Futebol alegando que o São Caetano, que foi rebaixado em 2019, deveria ficar com a vaga na primeira divisão no lugar do Água Santa.

Ele contratou um escritório de advocacia que tem como sócio José Francisco Manssur, ex-vice de marketing e comunicação e ex-conselheiro do São Paulo.

Como Bragantino e Red Bull Brasil passaram a ser geridos pelo mesmo grupo econômico, os dois times não poderia disputar a mesma divisão do Paulista em 2020, o que forçou o rebaixamento do RB. Com isso, o Água Santa, terceiro colocado da Série A2 em 2019, foi promovido.

São Caetano foi rebaixado dentro de campo em 2019
São Caetano foi rebaixado dentro de campo em 2019

No julgamento da tentativa frustrada de Walter Estevam Júnior de paralisar o Campeonato Paulista e forçar o acesso do São Caetano, o desembargador José Luiz Mônaco da Silva relatou estranheza com o fato de que o próprio São Caetano, que seria o prejudicado no caso, não se manifestou na tentativa de evitar o resultado de campo.

O relator afirmou ainda que Estevam, que alega ser torcedor do São Caetano, deveria primeiro procurar a ouvidoria do Campeonato Paulista, como prevê o Estatuto do Torcedor, e não entrar na Justiça.

Mercado da Bola
São Caetano-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Luiz Daniel

  • Laterais

    Alex Reinaldo e Bruno Recife

  • Zagueiros

    Matheus Salustiano, Gustavo, Sandoval e Junior Alves

  • Meias

    Eric Di Maria, Emerson Santos e Jean Dias

  • Atacantes

    Felipinho e Mascote

  • Técnico

    Adãozinho