Série D: São Caetano confirma retorno de dupla de zaga campeã do Paulista A2 de 2017

Azulão, que confirmou a volta de Sandoval e Júnior Alves, está no Grupo A16, ao lado de Tubarão, Caxias e Cianorte

por Agência Futebol Interior

São Caetano do Sul, SP, 24 (AFI) - Para reforçar o setor defensivo na Série D do Campeonato Brasileiro, o São Caetano recorreu a velhos conhecidos. Os zagueiros Sandoval e Júnior Alves, que estavam no Mirassol e Caxias, respectivamente, foram oficializados nesta quarta-feira como reforços, tendo vínculos válidos até o próximo Campeonato Paulista.

O Azulão está no Grupo A16, ao lado de Tubarão, Caxias e Cianorte. Na primeira fase, os 68 times estão divididos em 17 chaves - os campeões de cada um deles mais os 15 melhores segundos avançam ao mata-mata, que oferece quatro acessos à Série C de 2020. A Série D começa em 4 de maio e deve terminar em 18 de agosto.

SANDOVAL
Nome crucial na conquista do Paulista A2 de 2017, Sandoval retorna ao Anacleto Campanella para iniciar a segunda passagem pelo clube. Na primeira, que durou de 2014 até o primeiro semestre de 2018, o beque realizou 132 jogos e marcou sete gols. Motivado, o defensor se diz lisonjeado ao vestir novamente a camisa azulina.

Sandoval e Júnior Alves - Foto: Fabrício Cortinove
Sandoval e Júnior Alves - Foto: Fabrício Cortinove
“Feliz com a oportunidade de voltar. Acredito que posso fazer outro grande trabalho, assim como aconteceu na minha última passagem aqui. Não existe jogo fácil. Tanto fora como em casa. Os times são bons, estão investindo. Então já sabemos o que virá pela frente”, afirmou.

JÚNIOR ALVES
Também vencedor do Paulista A2 de 2017, Júnior Alves retorna ao time em que atuou por 39 oportunidades e marcou um gol durante a primeira passagem, que durou de 2015 a 2017. De olho no acesso, ele analisou como este objetivo é importante para a agremiação azulina.

“Tivemos a oportunidade de subir na A2 no passado, e este ano vamos buscar novamente o acesso para colocar este time, pelo menos, na Série C do Brasileiro. Isso é algo essencial para a sequência do São Caetano em 2020”, explicou o defensor.