Paulistão: Treinador do São Bento diz que lateral ex-Palmeiras foi oferecido ao clube

O jogador colombiano, que já atuou por clubes como Palmeiras, Flamengo e Milan não joga desde 2019, quando deixou o Guarani

por Agência Futebol Interior

Sorocaba, SP, 06 (AFI) - Montando o elenco que irá disputar o Campeonato Paulista pelo São Bento, o treinador Edson Vieira confessou, em entrevista, que o lateral colombiano de 34 anos Pablo Armero, ex-Palmeiras, Flamengo, Guarani e Milan foi oferecido ao clube sorocabano.

FORA DOS PLANOS

Sem atuar por nenhum time desde que saiu do Guarani, em 2019, segundo o treinador do Azulão, Armero seria uma contratação arriscada e que por isso não está nos planos do São Bento para a temporada.

Foto: David Oliveira / Guarani FC
Foto: David Oliveira / Guarani FC

"Me ofereceram o Armero, vocês (jornalistas) conhecem. Ele não joga desde o final de 2018, acho, tem 34 anos. A gente não pode usar o São Bento para isso. O São Bento não pode, num momento como esse, recuperar jogador", confessou o treinador Edson Vieira.

RISCO

Conhecido por todos pelo bom humor por onde passa, o lateral colombiano já jogou Copa do Mundo e atuou por grandes clubes no Brasil e na Europa, porém, não joga há mais de um ano. Mesmo precisando de um jogador experiente para a posição e querendo um jogador estrangeiro para o elenco, Edson acredita que não seja o melhor nome para contratar.

"Em 2020 ele não jogou. É muito temeroso para nós trazer um jogador que não joga há um ano. É um risco que o clube corre. É um excelente jogador, mas a gente não sabe. Meu sonho é ter um estrangeiro no time. Mas temos que ter o jogador que realmente vai servir para o clube", analisou o comandante do Bentão.

PÉS NO CHÃO

Em entrevista ao Esportivo, Almir disse que em seu mandato, o clube busca realizar uma gestão equilibrada, até pelo aspecto financeiro. Para o Paulistão, segundo o dirigente, o São Bento, que está em fase de montagem de seu elenco, deve trabalhar com os "pés no chão", com uma previsão de cota de R$ 4,2 milhões e com um limite de gastos com salários e outros de R$ 2 milhões. Dentro dessa linha, o dirigente fixou um teto salarial de R$ 10 a 15 mil no estadual, visando equilibrar e estruturar o clube a partir de 2021.

De acordo com o presidente, devem ser contratados pelo menos 12 jogadores para o estadual, com uma mudança de no mínimo 60% do plantel de 2020. Foi contratado até agora somente o goleiro Luiz Daniel, vindo do São Bernardo FC. Além dele, Paulo Vitor, Douglas Assis, Evandro, Fábio Bahia, Ruan, Bruno Leonardo, Pablo, Coutinho e Serginho permaneceram no clube.