Milton Mendes deixa São Bento e condena boato de estupro: "Irresponsável"

O treinador justificou sua saída do clube alegando problemas familiares

por Agência Futebol Interior

Sorocaba, SP, 02 (AFI) - Milton Mendes não é mais técnico do São Bento. O treinador deixou o clube na noite deste sábado após o empate por 1 a 1 diante do Criciúma, no Heriberto Hülse, pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O treinador justificou sua saída alegando problemas familiares.

"Tenho um problema familiar, minha esposa tem um problema que temos que avaliar melhor e ela está precisando de mim, tenho uma filha de 17 anos. Ela vai de um lado pro outro, minha mulher não está bem e precisa de mim lá. Já tinha avisado o presidente e acabamos postergando a decisão. Estávamos com esperança de tirar o São Bento dessa situação. Mas sigo torcendo de longe", afirmou o treinador, em coletiva de imprensa.

Milton Mendes foi o quarto treinador do São Bento na temporada. Antes dele, passaram: Silas, Marquinhos Santos e Doriva, sem contar o auxiliar Luizinho Rangel. Em 12 jogos, foram seis derrotas, quatro empates e apenas duas vitórias.

Milton Mendes não é mais técnico do São Bento
Milton Mendes não é mais técnico do São Bento
O treinador deixa o São Bento na lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos, contra 35 do Londrina, o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

CASO DE POLÍCIA
Milton Mendes aproveitou a coletiva de imprensa para explicar a acusação de estupro registrada por uma funcionário de um hotel em Sorocaba. O treinador chamou o ato de irresponsável e condenou a divulgação da notícia sem dar sua versão sobre o caso.

"Todo mundo assustado. Não sei como isso caiu na mídia. Existe sempre os dois lados. Não pode só ouvir uma pessoa falando. No Brasil, humilham as pessoas perante ao público. Não vou ficar calado. Vou até o fim. Estou aborrecido. Tenho mulher, filho. Irresponsável falar uma coisa dessas. Totalmente lamentável. O que importa é minha família. Eles acreditam em mim. Não vou deixar de lutar até últimas consequências. Verdade vem à toa", falou o treinador, que deixou claro que o assunto não ocasionou sua saída do clube.

"Não tínhamos a menor consciência do que estava acontecendo. Eu já tinha avisado o presidente sobre minha saída. E, de repente, veio essa bomba. As pessoas que fizeram isso vão pagar. Não vou medir esforços para encontrar a verdade. Quem me conhece sabe quem sou", finalizou.

Agora, o São Bento segue em busca de um novo treinador visando o duelo contra a Ponte Preta nesta terça-feira, às 21h30, no estádio Moisés Lucarelli.