Velório de Daniel, ex-meia de Ponte e São Paulo, acontecerá nesta quarta-feira

O jogador foi encontrado morto, com sinais de tortura, no último sábado; Asssassino ainda não foi encontrado

por Agência Futebol Interior

Sorocaba, SP, 30 (AFI) - Encontrado morto no último sábado, o meia Daniel, ex-São Bento, Ponte Preta e São Paulo será velado na manhã desta quarta-feira, no centro poliesportivo do clube Carijós, em Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais. O local faz parte da história do atleta, pois foi onde treinou quando criança.

“Estão nos passando poucas informações. Está sendo tudo muito sigiloso. Não sabemos ainda o que levaram a fazer isso. Mas agora não fará diferença. Ele não vai voltar. A gente só espera que os culpados sejam punidos. Foi brutalmente assassinado”, afirmou a mãe do ex-jogador, Eliana.

De acordo com a Polícia Cível, as investigações estão bem avançadas, mas até o momento os suspeitos ainda não foram divulgados.

Daniel foi brutalmente assassinado
Daniel foi brutalmente assassinado

O CASO
Daniel Corrêa tinha 24 anos e foi encontrado sem vida em um matagal na Rua Augusto Micrute, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O corpo apresentava sinais de tortura e, segundo o Instituto Médico Legal (IML), "ferimentos por arma branca".

O meia ainda possuia vínculo com o São Paulo e foi emprestado ao São Bento para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B, mas disputou apenas dois jogos. No primeiro semestre, por conta de seguidas lesões, Daniel Corrêa pouco atuou pela Ponte Preta no Paulistão e na Copa do Brasil.

Revelado nas categorias de base do Cruzeiro, o meia ganhou destaque defendendo o Botafogo em 2014, quando disputou 28 jogos e marcou cinco gols. Contratado pelo São Paulo, não teve muitas oportunidades e no ano passado foi emprestado ao Coritiba.