Série B: Treinador do São Bento avalia revés e já pensa no Brasil-RS

Marquinhos Santos assumiu a culpa pela derrota e disse que os desfalques não podem ser usados como desculpas

por Rivail Oliveira

Sorocaba, SP, 06 (AFI) – No último final de semana, o São Bento perdeu por 1 a 0 para o Vila Nova pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Para o técnico do Bentão, Marquinhos Santos, o gol sofrido no segundo tempo deixou o time de Sorocaba em situação complicada para buscar o resultado.

“No segundo tempo, o Vila ia se jogar pra cima de nossa equipe. Em determinado momento, nosso time caiu muito o poder de nosso meio de campo e eles passaram a controlar rodar essa bola para todos lados. Depois, encaixamos novamente o jogo no meio,preenchendo o espaço com o Abuda, e fomos surpreendidos com um gol numa cobrança muito boa do Alan Mineiro. Foi numa batida que acreditávamos que ele queria achar alguém na área, mas foi feliz, fez o gol. Depois ficou difícil buscar o resultado”, comentou Santos para a Rádio CBN Goiânia.

Marquinhos já começa a pensar no próximo confronto e falou sobre os desfalques que teve para enfrentar o Vila “Tivemos três perdas para essa partida, mas isso não serve com muleta. Assumo a responsabilidade pela derrota. Temos de trabalhar na semana e corrigir, mas nosso time evoluiu. Foram sete gols em três partidas. Mas foi mérito do Vila que fechou todas saídas. Vamos resgatar o time esses guerreiros durante a semana”, disse Santos.

(Foto: Jesus Vicente/Repórter autônomo)
(Foto: Jesus Vicente/Repórter autônomo)

O técnico destacou a perda de Everton Silva, Doriva e Paulinho como baixas importantes. “Confiamos no grupo e sabemos as peças que temos. Agora em casa contra o Brasil temos de fazer o dever”, disse.

O treinador falou das dificuldades enfrentadas na competição. “Desde que nos assumimos sabíamos das dificuldades na competição, um time que tinha muitos empates e tínhamos que jogar para frente para buscar as vitórias”, comentou.

Santos finalizou reafirmando que crê na força do grupo contra o Brasil no CIC. “Acreditamos no time e em casa com nosso torcedor contra o Brasil recomeçando o returno, vindo de duas vitorias em casa, primeiro pensamento é a permanência como orçamento do clube e pés no chão, quanto antes chegar aos 45 pontos, para depois buscar quem sabe a briga pelo acesso”, finalizou.

 
 
" />