Paulistão: Presidente do São Bento confirma Paulo Roberto até o fim da Série B

A campanha instável do Azulão no estadual gerou críticas de parte dos torcedores, mas dirigente garante permanência do técnico

por Rivail Oliveira

Sorocaba, SP, 09 (AFI) - A diretoria do São Bento pretende seguir com o treinador Paulo Roberto Santos até o final do seu contrato, no fim de 2018. Foi o que disse ao Futebol Interior nesta sexta-feira, o presidente do clube sorocabano Márcio Rogério Dias. Lembrando que treinador assinou contrato no final de 2017 até o fim do Brasileiro da Série B de 2018.

Vem pesando contra o treinador as críticas de parte dos torcedores pela campanha do São Bento, e até da forma com que o Azulão vem jogando. Apesar de ter vencido dois grandes, São Paulo e Corinthians, ficou de fora das quartas de final do Paulistão. O ataque “naufragou” neste Paulistão e está há mais de 400 minutos sem balançar as redes.

Toda essa situação gerou um “desconforto” ao treinador Paulo Roberto Santos. Durante grande parte do tempo no clube, o treinador foi praticamente uma unanimidade. Retirou o Bentão da Série A2 Paulista e levou à Série B do Campeonato Brasileiro, mesmo não contando com estrutura e, principalmente, recursos.

“A situação do técnico Paulo Roberto Santos junto ao clube, não muda. A diretoria do São Bento continua confiando plenamente no experiente profissional, que já contribuiu e segue contribuindo com seu grande trabalho”, afirmou Dias aos FI.

“ Não deixaremos nenhum tipo de pressão, de torcedores e inclusive da imprensa, abalar esse relacionamento de confiança”, alfinetou o presidente do centenário azul e branco de Sorocaba.

Responsabilidades divididas

O presidente do São Bento ainda salientou que tudo que deu errado neste estadual é de responsabilidade dividida entre todos.

"Respeitamos a escolha do técnico durante o Campeonato e continuaremos assim daqui pra frente. Se algo deu errado, dividimos a responsabilidade com todos, não a atribuímos apenas ao Paulo Roberto. Esperamos que torcida beneditina não se esqueça das alegrias e conquistas que o mesmo profissional nos trouxe. Ele faz parte da história do São Bento”, finalizou o dirigente.

O foco agora, segundo Dias, é terminar a fase e fase um bom jogo contra o Santos, e entrar forte no torneio do Interior, pensando em título. Lembrando que o campeão do torneio do interior paulista ganha uma vaga para a Copa do Brasil e R$ 400 mil em premiação.

Paulo Roberto diz que quer ficar

O treinador disse ao Futebol Interior, que não vai falar sobre sua situação no clube, e que a pessoa mais indicada é o presidente do São Bento, Márcio Rogério Dias.

“Só posso dizer a vocês é que eu tenho contrato até o final do ano. E minha intenção hoje,nesse momento é de cumprir meu contrato. Mas quem pode falar sobre seguimento de trabalho é o presidente do clube. No momento certo falaremos sobre tudo isso”, disse Paulo Roberto.

Recordando que o técnico recebeu no ano passado diversas sondagens. Clubes como Paysandu-PA, Sampaio Corrêa-MA, Vila Nova-GO (esse último até chegou a anunciar o treinador). A diretoria do São Bento, porém, acabou acertando a renovação com o treinador até o fim do Brasileiro do ano que vem.

Números do treinador em quase cinco anos

Paulo Roberto Santos chegou ao São Bento em novembro de 2013. De lá para cá, nestes quase cinco anos, foram 113 jogos, 184 pontos ganhos, 48 vitórias, 40 empates e 25 derrotas; 123 gols marcados e 82 gols sofridos. E um ótimo aproveitamento dos pontos disputados de 54,20%.

Na A2 de 2014 obteve o acesso para a Série A1: 19 jogos,37 pontos ganhos, aproveitamento de 64,9% dos pontos disputados; 11 vitórias, 4 empates e 4 derrotas, 26 gols marcados e 17 gols sofridos, saldo de 9 gols .

Em 2015, na Série A1 terminou em nono lugar com 15 jogos, 21 pontos ganhos, aproveitamento de 46,6% dos pontos disputados; 4 vitórias,9 empates e 2 derrotas, 17 gols marcados e 13 gols sofridos, saldo de 4 gols.

Em 2016, no terceiro ano em Sorocaba, foi quinto lugar no Paulistão, eliminado nas semifinais para o campeão Santos por 2 a 0 na Vila Belmiro. Foram 16 jogos, 27 pontos ganhos, aproveitamento de 56,2% dos pontos disputados; 7 vitórias, 6 empates e 3 derrotas, 21 gols marcados e 13 gols sofridos.

Ainda em 2016 ficou entre os três melhores do Brasileiro Série D e conquistou o acesso paraa Série C, com: jogos, 30 pontos ganhos; 9 vitórias, 3 empates e 2 derrota, 15 gols marcados e 4 gols sofridos, saldo de 2 gols.

Em 2017, no Paulistão, Paulo Roberto somou 16 pontos em 15 jogos, quatro vitórias, quatro empates e sete derrotas , 12 gols marcados e 16 sofridos; foi 12º lugar na primeira fase, e terceiro no grupo no torneio do interior.

Copa do Brasil e Série C 2017

Na Copa do Brasil, empatou com o Paraná no CIC, 1 a 1, em jogo único e foi eliminado na primeira fase. No Brasileiro da Série C, terminou entre os quatro melhores e levou o time ao acesso para a Série B de 2018.

Fez a melhor campanha da primeira fase, e garantiu o acesso contra o Confiança-SE nas quartas (2x0, 0x0); nas semifinais, venceu um jogo e perdeu outro do CSA (1x0 ambos). Ao final foram 38 pontos em 22 partidas, com dez vitórias, oito empates e quatro derrotas; 23 gols marcados e 11 sofridos.

E no Paulistão de 2018, até esse momento, antes da última rodada da primeira fase, O o São Bento, de Paulo Roberto, é a décima campanha com 14 pontos em 11 jogos, três vitórias, cinco empates e três derrotas, oito gols marcados e sete sofridos.

 
 
" />