Paulistão: Técnico do São Bento lamenta derrota da equipe para Ituano

O resultado adverso complicou a vida do Bentão na briga pela classificação no Paulistão

por Rivail Oliveira

Sorocaba, SP, 07 (AFI) - Após a partida desta terça-feira em Sorocaba, o treinador do São Bento, Paulo Roberto Santos, falou da derrota por 1 a 0 para o Ituano, resultado que complicou a vida de seu time no Paulistão.

Inicialmente, o técnico reconheceu que enfrentou um Ituano tinha uma linha de frente de muita qualidade, mas que no primeiro tempo o Azulão agiu como se fosse um “time de índio”, que queria somente atacar e seu time foi muito desorganizado, dando vários contragolpes ao adversário e ao mesmo tempo sua equipe afrouxou muito a marcação.

Técnico do São Bento lamenta derrota da equipe para Ituano
Técnico do São Bento lamenta derrota da equipe para Ituano

“Tanto que no gol a jogada foi por dentro e eles tiveram a felicidade de acertar um ótimo chute. Tivemos uma recomposição muito lenta no meio, dando muito espaço e nos surpreendeu a volúpia do adversário (no primeiro tempo), até pelo desgaste que eles tiveram no jogo anterior e vieram com muita força e velocidade e demos a eles tudo que queriam, o contra-ataque com um time desorganizado”, explicou.

Sobre a atuação do lateral Régis, muito criticado no primeiro tempo, ao lado de praticamente quase todo o time, mas que melhorou no segundo tempo e o time cresceu junto.

“O Régis já nos deu muito, tanto que despertou um interesse de um clube grande (São Paulo). Mas nenhum atleta é robô e terá altos e baixos. No segundo tempo ele cresceu muito. No segundo tempo soltamos os dois (laterais), coisa que não costumo fazer muito e ele foi um dos destaques”, analisou o comandante.

ATAQUE FALHO
Segundo o treinador, a entrada de Diego melhor posicionado, organizou melhor o time do São Bento, com Bahia e jogando por trás na linha de três e destacou que o time ainda criou quatro oportunidades e não aproveitou”. Lembrando que o São Bento não marca desde o jogo do Corinthians e está há mais de 400 minutos sem balançar as redes.

DISPENSAS PARA A SÉRIE B
O treinador foi perguntado pelos repórteres, sobre as dispensas do time para a Série B do Brasileiro, fato comentado pelo presidente do clube, Márcio Rogério Dias, depois do jogo. E disse que em todo o clube de futebol todos estão subordinados ao presidente e ele tem todo o direito de fazer o que acha melhor para o clube.

”Mas acredito que não seja o momento para se falar sobre esse assunto, embora ele como presidente tem o direito de falar sobre o que pode ser feito”.

O JOGO COM O SANTOS
O treinador do São Bento, questionado sobre o jogo contra o Santos na última rodada na Vila Belmiro, disse que vai esperar o fim da rodada desta quarta e do jogo com Santos x Novorizontino antes de falar disso. Mas acredita que o São Bento tem condições de sair da Vila Belmiro com um bom resultado no domingo:

”Vamos esperar a rodada, mas enfrentamos um Corinthians fora, time completo,um time forte e ganhamos. Enquanto tivemos chances de classificação temos que acreditar, mesmo atravessando um momento ruim”, comentou.

 
 
" />