Ariel Holan pede demissão após derrota do Santos no clássico para o Corinthians

Presidente Andrés Rueda confirmou que o comandante argentino pediu demissão ainda no domingo

por Agência Futebol Interior

Santos, SP, 26 (AFI) - Uma bomba caiu na Vila Belmiro. Logo após a derrota do Santos para o Corinthians pelo Campeonato Paulista, o técnico Ariel Holan pediu demissão. A informação foi confirmada pelo presidente Andrés Rueda em entrevista coletiva. Tudo isso antes do duelo decisivo contra o Boca Juniors pela Libertadores.

"Ontem (domingo), conversando com o treinador após o jogo, de uma maneira muito transparente, ele nos solicitou que o jogo contra o Boca (terça-feira, pela Libertadores) fosse o último à frente do time", disse Andrés Rueda.

VEJA A EXPLICAÇÃO SOBRE A SAÍDA DO TÉCNICO !

PROTESTO!
Holan chegou para substituir Cuca em fevereiro e fez apenas 12 jogos com quatro vitórias, três empates e cinco derrotas. Após o último tropeço, para o Corinthians (2 a 0), alguns torcedores protestaram com foguetório em frente à casa de Holan, de 60 anos.

"Conversando com ele após o jogo, como sempre fazíamos, ele ponderou que não era o que queria. O pessoal confunde projeto de três anos com contrato de três anos com o treinador. Existe uma quebra de contrato de qualquer parte.

Ponderamos e de comum acordo aceitamos essa situação. Tentei reverter, não teve jeito. Houve até caso de fogos no apartamento dele. Soltaram rojão. Isso o deixou de uma maneira pouco confortável.

Agora de manhã estamos vendo se realmente vai ser nosso técnico com o Boca ou se não vai ser nosso técnico com o Boca. Neste sentido, o clube tem uma coisa boa, uma comissão permanente", seguiu Rueda.

Holan pediu demissão do Santos. (Foto: Divulgação)
Holan pediu demissão do Santos. (Foto: Divulgação)

SUBSTITUTO!
Derrotado pelo Barcelona, por 2 a 0, na Vila Belmiro, na estreia do Grupo B da Libertadores, o Santos visitará o Boca Juniors, em Buenos Aires, nesta terça-feira, às 21h30. Se Holan não comandar o time, Marcelo Fernandes, da comissão técnica permanente, ficará no banco de reservas.

"O perfil não se muda (do novo técnico). Queremos um treinador que goste de jogar com a base, que jogue para a frente, que agregue tecnologia. Vamos fazer o possível para trazer o treinador mais rapidamente. A nossa comissão permanente existe para isso: suprir essas lacunas entre um técnico e outro", finalizou Rueda.