Cuca comemora 2º tempo 'precioso' e 'vitória muito importante' do Santos

Apesar de sempre dar mérito aos jogadores, Cuca desta vez não escondeu que teve de trabalhar com o time no vestiário

por Agência Estado

Santos, SP, 28 (AFI) - O técnico Cuca não queria, de maneira alguma, voltar a dirigir o Santos com um tropeço na Vila Belmiro. Recuperado da covid-19, o comandante passou sustos quando o Sport empatou o duelo em 2 a 2 antes do intervalo. Graças a suas mexidas e ajustes, comemorou bastante os 4 a 2 sobre os pernambucanos pelo Brasileirão.

"Fizemos um segundo tempo precioso, bem ajustado, sem dar chances ao Sport", afirmou o treinador. "Criamos oportunidades, conseguimos fazer o terceiro e quarto gols e buscamos uma vitória muito importante."

CUCA AVALIA VITÓRIA EM SUA VOLTA

Apesar de sempre dar mérito aos jogadores, Cuca desta vez não escondeu que teve de trabalhar com o time no vestiário. Depois de um início muito bom e dois gols rápidos, o treinador viu o Sport crescer, sobretudo pelo lado direito, e precisou realizar ajustes após sofrer o 2 a 2 ainda no primeiro tempo.

VELHA MÁXIMA...
"Quando você abre 2 a 0 e o adversário faz o primeiro, vira outro jogo, o adversário cresce e há o receio do empate. Justamente o que aconteceu", analisou. "Na segunda etapa fizermos as mexidas, corrigimos algumas coisas de posicionamento e movimentação. E os atletas souberam jogar, fizeram uma etapa bem jogada."

Cuca voltou e venceu. (Foto: Ivan Storti / Santos)
Cuca voltou e venceu. (Foto: Ivan Storti / Santos)

Realmente as mudanças de Cuca foram decisivas. Soteldo entrou no intervalo e fez o quarto. Antes, o estreante Bruno Marques virou, de cabeça, sua especialidade, também saindo do banco. Desconhecido para muitos, o atacante do sub-23, artilheiro do Brasileirão de aspirantes com 7 gols, vem recebendo atenção especial já faz algum tempo.

"A gente já vinha acompanhando o trabalho dele faz muito tempo. E hoje o jogo pedia (um centroavante alto). O Sport com três zagueiros, jogo difícil. Ele já estava preparado no sub-23, e treinando direto com a gente", disse Cuca, já confiando em Bruno Marques.

SOTELDO FELIZ EM VESTIR CAMISA DEZ COM NOME DE MARADONA

GIGANTE!
O grandalhão de 1,94m já havia ficado na reserva diante do Internacional. Desta vez, entrou para abrir caminho para a virada. "Já tinha sonhando que na estreia ia fazer um gol. Entrei confiante, com fé que o gol ia sair", discursou o goleador. "Esperei muito, enfrentei muitas batalhas e Deus me honrou."

Apesar de ser chamado de Bruninho e ter usado uma camisa com Bruno Henrique nas costas, o pernambucano definiu como quer ser chamado no Santos. "Bruno Henrique já tem muito. Melhor é Bruno Marques."